Traficante é preso após esconder cocaína embaixo da peruca

em alta
16.07.2019, 14:35:32
Atualizado: 16.07.2019, 14:57:28
(Foto: Policía de España)

Traficante é preso após esconder cocaína embaixo da peruca

Colombiano foi pego na Espanha com 503g da droga escondida de maneira 'alternativa'

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com as tradicionais estratégias de tráfico internacional virando clichê, como o fundo falso em bagagens, os traficantes encontraram novas maneiras de transportar drogas. Dessa vez, para isso, um deles usou a cabeça - literalmente. A artimanha encontrada por um traficante foi esconder o produto na peruca.

O traficante colombiano foi preso nesta terça-feira (16) após usar o artifício no aeroporto de Barcelona, na Catalunha. Os policiais desconfiaram da protuberância capilar do sujeito, além do nervosismo que ele apresentou ao passar pelos trâmites legais para embarcar no avião. 

“A peruca era muito estranha, mas os agentes são bem treinados e se fixaram principalmente na atitude do homem. O que chamou atenção foi o nervosismo dele ao passar pelo controle de segurança”, disse um dos agentes ao jornal La Vanguardia. O traficante, que não teve o nome revelado, foi levado para uma sala.

Ao tirar a peruca, revelou-se mais que a já esperada calvície: estava escondido por lá, de acordo com a Policía Nacional da Espanha, aproximadamente 503g de cocaína, que valem cerca de R$ 127 mil. O homem não explicou a origem do artefato e foi levado para o xadrez.

Agora o sujeito provavelmente já está careca de saber que este não é o método mais eficiente para transportar entorpecentes. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas