Traficantes usam série da Netflix para embalar R$ 2 mi em pasta de cocaína na BA

bahia
14.10.2019, 11:51:00
Atualizado: 14.10.2019, 12:18:42
Tablete de pasta base de cocaína embalado com imagens da série da Netflix El Chapo (SSP-BA)

Traficantes usam série da Netflix para embalar R$ 2 mi em pasta de cocaína na BA

Motorista que levava droga em Hilux foi morto por PMs

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Oitenta e três quilos de pasta base de cocaína, avaliados em mais de R$ 2,075 milhões, foram localizados, domingo (13), por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cerrado, escondidos na estrutura de uma camionete Toyota Hilux, cor prata, placa KAL-0432, que circulava na Estrada do Ouro, no município de Luís Eduardo Magalhães, Oeste da Bahia.

O motorista, segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foi morto pelos PMs após desobeder a ordem de parar. Ele foi seguido, disparou contra os policiais e acabou atingido. Segundo a SSP-BA, o corpo do traficante, está no Departamento de Polícia Técnica da cidade e até o final da manhã deesta segunda-feira (14), ele não havia sido identificado.

“Ele rodava por uma rodovia de baixa circulação de carros e chamou a atenção das guarnições policiais”, disse o comandante da unidade, major PM Anselmo Bispo. “Durante vistoria do veículo, notamos pontos de solda atípicos e, após abrir a lataria do carro, encontramos a droga”, pontuou.

A pasta base de cocaína estava dividida em 83 tabletes, embalados com imagens da série da Netflix El Chapo - coprodução entre o serviço de streaming e o canal americano Univision,  protagonizada pelo ator mexicano Marco de la O. A série conta a história do traficante mexicano Joaquín Guzmán, conhecido como El Chapo, preso numa prisão de segurança máxima dos Estados Unidos. 

(Foto: SSP-BA)

Segundo explicou o major Bispo, os criminosos colocam este tipo de imagens para indicar a qualidade do produto. “Podem ser ligados à quadrilha do traficante ou apenas um grupo simpatizante”, contou, detalhando que a droga tinha como destino o estado do Piauí. 

A droga e o revólver calibre 38 foram encaminhados para a sede da Polícia Federal, na cidade de Barreiras, que deverá investigar origem e destino do material.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas