Tratamento com internação é solução para quem busca perder peso com saúde

estúdio correio
05.08.2022, 06:00:00
Fotos: divulgação (Alberto Lemos antes e depois de eliminar 60 kg)
Estúdio Correio -

Tratamento com internação é solução para quem busca perder peso com saúde

Pacientes têm acompanhamento multiprofissional e estrutura completa na Clínica da Obesidade

Ao atingir na balança os 158 quilos, ter várias comorbidades associadas ao peso e sentir sua qualidade de vida seriamente afetada por isso, Alberto Lemos tomou uma decisão: era hora de buscar um tratamento para a obesidade e transformar sua vida. Após oito meses de acompanhamento médico multiprofissional, ele reduziu 61 quilos e hoje celebra a vitória: “Essa mudança abrangeu não só a parte corporal e estética, ela melhorou toda a funcionalidade do meu corpo. Eu diria até a parte espiritual também, porque hoje me sinto melhor comigo mesmo e consigo fazer coisas que antes eu não conseguia fazer”, relata.  

Este projeto de vida só foi possível porque Alberto esteve internado durante todo o tratamento na Clínica da Obesidade, um espaço altamente especializado e preparado para tratar pacientes da obesidade de maneira multidisciplinar, considerando que a doença é multifatorial e a partir dela surgem diversas complicações que desequilibram o corpo do paciente.

“Muitas vezes, a gente romantiza a obesidade. Não devemos tolerar a gordofobia, mas em paralelo a isso, a pessoa que sofre com a obesidade deve se preocupar com sua saúde e bem-estar, porque obesidade é uma doença crônica”, diz Alberto Lemos

A primeira coisa para quem precisa de um tratamento assim é reconhecer a necessidade e abraçar o processo para entender porquê ganhou o peso e se comprometer com o que deve fazer após o tratamento para manter a redução em prol da saúde. No Brasil, 60% da população se encontra acima do peso e mais de 20% é obesa.  As estatísticas mostram que são 144 milhões de pessoas doentes e que 74% dos óbitos no país estão relacionados às doenças geradas pela obesidade.  

Alberto esteve internado durante todo o tratamento na Clínica da Obesidade

Causas 

Questões genéticas, psicológicas, psiquiátricas, orgânicas, hormonais e emocionais, a exemplo de traumas, podem estar por trás do aumento de peso. São os chamados facilitadores, porém, os casos são agravados por hábitos de vida pouco saudáveis, como má alimentação e sedentarismo.

"As pessoas estão menos ativas, com estilo de vida mais estressante e sono ruim”, ressalta o médico clínico Caiaque Petronilo, que atua na Clínica da Obesidade.  

A prevenção contra a doença está ligada à mudança de hábitos e estilo de vida, o que é um grande desafio. No caso da pessoa que já atingiu a obesidade, este desafio pode ser ainda maior. Por esta razão é que a internação se apresenta como uma opção eficaz e proposta pela Clínica da Obesidade. O espaço oferece contato direto com a natureza, além de assegurar um serviço de alta qualidade, com acomodações confortáveis e acolhedoras.  

Atendimento humanizado

A clínica conta com profissionais 24 horas para atender os pacientes. São médicos clínicos, cardiologistas, endocrinologistas, psiquiatras, ortopedistas, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, técnicos em enfermagem, além de educadores físicos e terapeutas ocupacionais. Ou seja, a pessoa encontra em um só lugar todo o acompanhamento e atenção que precisa durante seu processo de mudança, podendo tirar suas dúvidas e recorrer a estes profissionais de maneira rápida e sem deslocamento.  

Também vale ressaltar que a estrutura dispõe de academia, piscinas, refeitório, áreas de lazer, centro médico, farmácia, centro de fisioterapia semelhante aos encontrados em grandes hospitais e uma série de atividades que vão beneficiar o tratamento com segurança e eficiência. Tudo isso em um lugar cercado por verde, silêncio e paz, na Estrada do Coco. Este afastamento do meio que o fez adoecer por meio da internação é muito benéfico também para desviar o paciente de gatilhos que podem levá-lo a uma alimentação desfavorável e até mesmo a abandonar o tratamento.

O tempo de internação depende de alguns fatores, como quantidade de peso que se precisa reduzir, presença de comorbidades e identificação de outras demandas relacionadas ao histórico destes pacientes. “O internamento dura o tempo necessário para ajudarmos o paciente a alcançar um resultado desejado”, afirma o médico Caiaque Petronilo.  

Após ter reduzido 61 quilos em seis meses e conquistado um novo estilo de vida mais saudável, Alberto Lemos já entendeu algo muito importante: a pessoa com obesidade precisa estar consciente e comprometida para sempre com seu projeto de vida. Isso significa fazer como ele: retornar à clínica uma vez por mês para fazer a manutenção e acompanhamento com toda a equipe médica e, no dia a dia, manter o equilíbrio, sem exageros ou compulsões. “Se hoje eu saio, tomo uma cerveja, amanhã vou me alimentar melhor e treinar, pois o tratamento é continuo”.

Atuação médica multidisciplinar é fundamental para resultados  

O aumento de peso revela uma disfunção metabólica, ou seja, o metabolismo - processo de transformação química - que no organismo do obeso é mais lento. Isso pode ser tratado com medicamentos, alimentação e atividade física, porém, o grande desafio é cuidar de tudo o que se desencadeia por conta deste quadro. De acordo com o endocrinologista Sérgio de Queiroz Braga, diretor técnico da Clínica da Obesidade, mais de 150 complicações decorrem da obesidade, entre elas: diabetes, hipertensão, colesterol alto, artrose, infarto, doenças ósseas, gordura no fígado e muitas outras.  

Por esta razão que um caso não pode ser acompanhado somente por um especialista, mas requer atuação multidisciplinar com a indicação de internação. O tratamento propõe um plano alimentar ao paciente, tornando sua alimentação equilibrada de acordo com suas necessidades e alia isso ao acompanhamento médico, psicológico, atividades físicas direcionadas, abordagens terapêuticas, até mesmo aulas sobre autoconhecimento e aulas de yoga.  

Apesar de muita gente achar que o problema da obesidade se resolve com uma cirurgia bariátrica, o especialista afirma que “nem todo paciente quer ou pode se submeter a este procedimento, que é muito agressivo e traz complicações agudas e crônicas para o resto da vida”, ressalta. Ainda segundo Braga, na clínica, um programa ideal de meta para perder peso é definido caso a caso, a partir do peso atual da pessoa, das comorbidades associadas, sexo e faixa etária do paciente.  

A Clínica da Obesidade oferece avaliação médica com exame de bioimpedância sem custos. As inscrições podem ser realizadas a qualquer momento pelo site da clinicadaobesidade.com.br


O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas