Vacinação de profissionais da educação infantil começa nesta quarta-feira (21) em Salvador

coronavírus
21.04.2021, 05:15:00
Escolas enviaram lista de profissionais que tomarão segunda dose nessa etapa (Paula Fróes/CORREIO)

Vacinação de profissionais da educação infantil começa nesta quarta-feira (21) em Salvador

Apenas trabalhadores de 55 a 59 anos estão aptos a receber dose do imunizante

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A fila da vacinação contra o novo coronavírus em Salvador chegou ao grupo dos profissionais da educação, que começam a ser imunizados a partir desta quarta-feira, 21, um dia depois da conclusão da vacinação de idosos na capital. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 20, pelo prefeito Bruno Reis. 

A vacinação da comunidade escolar começará pelos profissionais da educação infantil, com idades de 55 a 59 anos. Esse público receberá a primeira dose contra a covid-19 junto com os soteropolitanos que têm Síndrome de Down e idades de 18 a 59 anos (leia mais abaixo). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não respondeu, até o fechamento desta edição, às 23h, quantas mil pessoas serão vacinadas entre os dois grupos.

No caso dos profissionais de educação infantil, a prefeitura quer que a vacinação aconteça com a maior rapidez possível e que todo o quantitativo de trabalhadores da área seja imunizado até o fim desta semana. A imunização da comunidade escolar, juntamente com a redução na ocupação dos leitos de UTI Covid-19 e com a queda da taxa de transmissão do vírus, são requisitos da prefeitura para permitir a reabertura das escolas no modelo híbrido de ensino, ou seja, com aulas divididas entre online e presenciais.

Os profissionais da educação vacinados nesta semana se juntarão aos outros profissionais que já receberam o imunizante anteriormente por ter mais de 60 anos ou realizar hemodiálise, por exemplo. 

Etapa vencida
O prefeito Bruno Reis comemorou a conclusão da vacinação dos idosos da capital: "Hoje [ontem] vamos concluir a vacinação dos idosos na nossa cidade, um marco importantíssimo que nos libera para pensar e agilizar o processo de imunização para outros grupos, como os profissionais da educação infantil. Inclusive, nossa expectativa, com a chegada de novas vacinas essa semana, é concluir a vacinação desse grupo de profissionais até o fim desta semana", disse Reis.

Para facilitar o processo de imunização, as escolas, inclusive, já enviaram para a prefeitura a lista dos profissionais que estão aptos a receber o imunizante a partir de hoje.

A Escola Lápis de Cor, segundo a gestora Aline Andrade, já tem tudo acertado para que seus funcionários que integram o grupo de 55 a 59 anos sejam imunizados. "É um alívio saber que vamos concretizar a vacinação dos profissionais. Sabemos que isso possibilita uma retomada mais segura. Até por isso, já encaminhamos a lista para a prefeitura para garantir a imunização de todos que trabalham conosco", disse Aline, que explicou também que a lista enviada para a gestão municipal detalha os dados pessoais dos profissionais e a função que eles desempenham na escola.

Outra instituição que já garantiu a imunização de seus funcionários foi a escola Cresça e Apareça que, de acordo com Mariana Morgenroth, gestora da instituição, tem funcionários aptos a serem imunizados já nesta semana. "Ao todo, nós temos 70 funcionários em diferentes funções na nossa escola. Dentre estes, posso te dizer, em porcentagem, que 15% estão dentro do grupo de 55 a 59 anos e vão ser vacinados por agora. Um passo que, para a gente, é muito importante para progredir na ideia de retomar as aulas da maneira mais segura possível".

Ansiedade
A notícia da imunização iminente causou ansiedade até em quem não está nesse primeiro grupo, como a professora Rita Santos, 46 anos, que trabalha no Anchietinha do Horto Bela Vista. "A ansiedade está grande, fiquei muito alegre mesmo não estando ainda nesse grupo. Desejo o quanto antes o retorno às aulas presenciais e a vacina possibilita isso. E, indiretamente, com outros colegas vacinados, a gente se sente ainda mais segura, mas esperando a nossa vez também", conta.

E, se depender do programa de vacinação municipal, a vontade da professora de um retorno mais seguro e com mais profissionais deve ser cumprida. Isso porque Salvador estabeleceu como critétrio para o retorno das aulas o progresso no processo de vacinação dos soteropolitanos.

Outros critérios
Ainda sem data para a volta, as atividades escolares só vão recomeçar quando a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) específica para covid-19 estiver menor ou igual a 75% por cinco dias consecutivos.  Porém, esses cinco dias começam a valer apenas quando o processo de imunização dos profissionais da educação for iniciado. 

Existem outros parâmetros que podem ser decisivos para a reabertura mesmo que a ocupação de leitos não chegue a 75%, sendo eles: a estabilidade ou queda na ocupação de leitos exclusivos de UTI covid-19 adultos, na média móvel de novos casos confirmados, na média móvel de casos ativos e na taxa de transmissão da covid-19; além do incremento no percentual de professores vacinados contra a covid-19. 

Então, mesmo que, por exemplo, a taxa de ocupação esteja em 80%, se, pelo menos, dois destes parâmetros estiverem em curso, a reabertura será liberada.

*Com a orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas