Vaticano cogita permitir que homens casados se tornem padres na Amazônia

mundo
17.06.2019, 10:34:55

Vaticano cogita permitir que homens casados se tornem padres na Amazônia

Documento divulgado nesta segunda-feira (17) fala sobre essa possibilidade

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Documento de Trabalho (Instrumentum Laboris) publicado nesta segunda-feira (17) pela Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos do Vaticano propõe que homens casados de áreas remotas da Amazônia sejam ordenados padres.

O Documento é fruto de um processo de escuta que teve início com a visita do Papa Francisco a Puerto Maldonado (Peru) em janeiro de 2018, prosseguiu com a consulta ao Povo de Deus em toda a Região Amazônica por todo o ano e se concluiu com a II Reunião do Conselho Pré-Sinodal, em maio passado.

Um trecho do diz que o celibato é uma dávida, mas que alguns casos devem ser analisados pela Igreja. "Afirmando que o celibato é uma dádiva para a Igreja, pede-se que, para as áreas mais remotas da região, se estude a possibilidade da ordenação sacerdotal de pessoas idosas, de preferência indígenas, respeitadas e reconhecidas por sua comunidade, mesmo que já tenham uma família constituída e estável, com a finalidade de assegurar os Sacramentos que acompanhem e sustentem a vida cristã", diz a nota publicada pelo Vaticano News.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas