Veja onde estão as vagas para concurso na Bahia em 2020

salvador
26.12.2019, 05:00:00
Atualizado: 26.12.2019, 06:09:59
Nívia Pinho enfrentou alguns contratempos até a nomeação, mas enfatiza o valor da boa preparação e de organizar a documentação comprobatória (Arisson Marinho)

Veja onde estão as vagas para concurso na Bahia em 2020

Concursos: Oportunidades na Embasa, Juceb, INSS, Polícia Federal, IBGE, entre outros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Embasa, Juceb, CRA. Em 2020, os concursos públicos previstos para a Bahia totalizarão mais de mil vagas em níveis de escolaridade diversas. Já os concursos nacionais prometem oferecer mais 14 mil vagas para cargos em órgãos como o Banco do Brasil, Ibama, INSS, Polícia Federal, PRF, Abin, ANA, Ancine, Aneel, Antaq, Anit, Banco Central, CGU, sem contar com as 225.678 vagas abertas para o IBGE, totalizando assim  mais de 240 mil oportunidades no ano novo. 

De acordo com o professor e advogado André Malheiros, ao contrário do que se falou, 2019 foi um ano com processos seletivos importantes e em volume maior do que se esperava. “O próximo ano tende a seguir esse mesmo caminho, quem acreditou nas possibilidades e não parou de se preparar, saiu na frente”, diz o professor.

Para ele, independente da abertura dos editais, é fundamental que o candidato não pare de estudar com disciplina e método, como se tivesse realizando um trabalho como outro qualquer. “É claro que alguém pode imaginar que não se deve pensar nisso nesse período do ano, mas é importante salientar que as pessoas precisam se comprometer com as mudanças que querem para suas vidas. Se 2020 será o ano da mudança, se comprometa com essa decisão”, ensina. 

André Malheiros salienta a importância de focar nos estudos e manter uma disciplina, independente do lançamento dos editais (foto: Arquivo pessoal)

 Locais 
Na Bahia, um dos certames mais esperados é, sem dúvida, o concurso da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). A expectativa é que o edital abra 854 vagas para diversos cargos. O último concurso para a empresa foi realizado há dois anos e preencheu 600 vagas para   cidades como Alagoinhas, Barreiras, Itaberaba, Feira de Santana, Camaçari, Candeias, Vitória da Conquista, Itamaraju, Santo Antônio de Jesus, Jequié, Itabuna, Caetité, Senhor do Bonfim, Paulo Afonso e Região Metropolitana de Salvador. 

Como quem organizará a seleção é o Instituto AOCP, a dica do professor André Malheiros é buscar treinar com provas anteriores realizada pela organização. 


Outra seleção que promete despertar concorrência no próximo ano é o concurso do Conselho Regional de Administração da Bahia(CRA-BA), afinal, o último processo seletivo foi realizado há dez anos. A perspectiva é que sejam oferecidas vagas para profissionais de nível superior nos cargos de: administrador e administrador fiscal, com o vencimento  de 
R$ 4.476,01 e para tecnólogo em recursos humanos com salário de R$ 3.044,90 mais benefícios incluídos. O processo seletivo ficará à cargo do Instituto Quadrix e as vagas são para Salvador. 

Outra boa possibilidade para 2020, é a seleção da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb) que deve lançar edital para contratação de tradutor público e intérprete comercial (tradutor juramentado).Vale salientar que a função do tradutor juramentado é traduzir documentos estrangeiros para oficializar relações pessoais, comerciais e jurídicas e que, embora concursado, ele recebe o pagamento de acordo com os serviços prestados ao cliente.
 Atualmente, no estado, existem apenas 13 tradutores juramentados e um realiza tradução do francês para o português. O último concurso  completará cinco anos e foi realizado pelo IBFC.

Nacionais 
Outro concurso muito aguardado entre os candidatos é o do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A última seleção ocorreu em 2015 para o preenchimento de 950 vagas: 800 para técnico do seguro social, 150 para analista do seguro social, com remuneração variando entre R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, respectivamente.

A Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) acredita que o órgão possui um déficit de cerca de 19 mil servidores e, inevitavelmente, necessitará contratar pessoal em breve, a despeito da Medida Provisória 905, que, entre outras providências, alterou a legislação trabalhista e instituiu o chamado “Contrato de Trabalho Verde e Amarelo” (modalidade de contratação destinada à criação de novas vagas de emprego para jovens entre 18 e 29 anos de idade).

André Malheiros explica que, embora as regras não estejam muito claras, a MP sugere a extinção da carreira do Seguro Social no INSS, além de prevê a redistribuição de servidores da carreira do Seguro Social para outros órgãos (antes, existia um dispositivo que vedava essa redistribuição).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) solicitou 4.435  vagas para os cargos de policial rodoviário(4.360) e agente administrativo(75). Atualmente, a corporação tem um déficit de pessoal de 8,3 mil servidores. 

Para concorrer ao cargo de policial rodoviário federal, é preciso ter  nível de escolaridade superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo B. Na posse, o candidato aprovado precisará comprovar a nacionalidade brasileira ou portuguesa (amparado pela legislação federal); estar em gozo dos direitos políticos; estar quite com as obrigações militares, do sexo masculino; estar quite com as obrigações eleitorais; idade mínima de 18 anos; aptidão física e mental. 

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e a remuneração (subsídio) inicial atualmente (a partir de janeiro de 2019) tem o valor de
 R$ 9,9 mil.

Polícia Federal 
Entre os concursos nacionais previstos para 2020, merece um destaque especial o da Polícia Federal, que prevê o preenchimento de 3.460 vagas para diferentes cargos. Considerada uma área estratégica pelo novo governo, a oferta deverá preencher as necessidades da PF até 2022 para funções como agente administrativo, agente de polícia federal, arquivista, administrador, contador, enfermeiro, assistente social, psicólogo, médico, entre outros.

A última seleção realizada pela PF  ocorreu em 2018 e esteve voltada para preencher os cargos de delegado, perito criminal, agente de polícia, escrivão e papiloscopista.

Na época, foram oferecidas 500 vagas, com reserva para afrodescendentes e pessoas com deficiência. O cargo de delegado exigia o requisito básico de bacharelado em Direito e comprovação de três anos em atividade policial ou jurídica, com remuneração inicial de R$ 22.672,48 e carga horária de 40 horas em regime de tempo integral e dedicação exclusiva. 

Os peritos criminais foram contratados com a mesma jornada e uma remuneração inicial de R$ 22.672,48, com requisito de nível superior em áreas como Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia de Redes de Comunicação, Análise de Sistemas, Ciências da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia de Redes de Comunicação, Informática, Engenharia Agronômica, Geologia, Engenharia Química, Química Industrial, Química, Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Medicina ou Farmácia.

Para funções como agente, papiloscopista e escrivão a exigência foi o curso superior em qualquer área, com remuneração inicial de R$ 11.983,26.

IBGE
Cento e noventa e seis mil vagas temporárias para a função de recenseador (nível fundamental e 29.678 vagas para agente censitário municipal e agente censitário supervisor (ensino médio). Isso é o que promete o próximo processo seletivo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A remuneração pode atingir R$ 2.400  para os cargos de nível médio e R$ 1.100 para o fundamental.

Embora não tenha sido divulgada a banca examinadora para esse concurso, a dica do professor André Malheiros é pegar o edital de concursos anteriores e começar a montar uma base de estudo pautadas nas disciplinas que são mais básicas. “Assim, o candidato não perde tempo e quando sair o edital, ele pode se concentrar em estudar o conteúdo específico para o cargo escolhido”, sugere o professor. 

“Aliado a isso, é fundamental que o candidato treine questões, pois muitas vezes, o estudante sabe o assunto, mas não sabe responder à formulação das questões”, finaliza Malheiros.

Nívia Pinho: uma caso de persistência e esperança

Nívia Pinho havia concluído o ensino médio no Colégio Luiz Vianna quando prestou o concurso da Prefeitura de Salvador, em 2002, como auxiliar de nutrição. No entanto, sua convocação só saiu em 2006, quando ela nem lembrava mais da seleção. “Na época, a prefeitura mandava telegrama para o endereço dos candidatos, mas eu havia me mudado”, conta Lívia. 

Ela só não perdeu o prazo porque, nesse período, atuava numa empresa de refeições coletivas e uma colega, que também havia feito a seleção, perguntou se ela não havia recebido a convocação. “Fui ao meu endereço anterior e até a prefeitura, quando descobri que havia sido aprovada”, conta Nívia.

Mas os desafios estavam longe de estarem finalizados. Como uma parte significativa dos estudantes, Nívia jamais havia pegado o certificado de conclusão do curso de Técnico em Nutrição e Dietética. “Foi só quando precisei reunir a documentação, percebi que havia desprezado justamente o documento que me habilitava para ocupar a vaga”, relembra.

 Lições
Depois de cumprir o prazo para obter o certificado, a jovem precisou vencer mais uma barreira: a seleção da prefeitura era para auxiliar em nutrição e não para técnico em nutrição. 

“Havia uma diferença no número de matérias que havíamos cursado e precisamos solicitar que o Conselho de Nutrição realizasse uma intervenção explicando que poderíamos exercer a função sem prejuízo algum”, diz a servidora, esclarecendo que nesse processo, se aproximava o prazo final para nomeação do cargo. Quando faltava apenas dois dias para a finalização, a Prefeitura, finalmente, reconheceu a validade da nomeação. 

Hoje, trabalhando numa unidade básica de saúde, que atende os moradores de Massaranduba, Uruguai, Baixa do Petróleo, Nívia reconhece a importância do bom preparo e de não perder as esperanças.

Prepare-se para ser aprovado

Meta de vida Se você quer se preparar para ingressar no serviço público, faça dessa proposta sua meta de vida e concentre-se nisso. Verão e festas fazem parte do calendário anual, oportunidades de fazer um concurso e ser aprovado não.
Esqueça os boatos Concentre-se nos estudos e não dê atenção aos inúmeros boatos sobre suspensão de provas e seleções. Em 2018, a expectativa é que os concursos fossem mínimos em 2019. Quem se preparou e não parou, saiu na frente.

Foco  Nesse período de preparação, será necessário fugir de fatores dispersores como as redes sociais e a televisão. Seu objetivo de  vida exi - ge foco nos estudos.

Estudar exige disciplina Estudar exige disciplina e empenho. Faça isso como se estivesse trabalhando e mante-
nha sua disciplina. Uma hora bem aproveitada todos os dias pode ser a diferença entre você e os concorrentes.
Descubra seu perfil Identifique seu modo de aprender e se concentre nele para extrair o melhor da sua concentração e da capacidade de aprendizado.
Treine corpo e mente  Estudar o conteúdo é importante, mas treinar questões é tão importante quanto. Preparar o corpo para as horas de prova também. Quanto mais condicionado, melhor será sua performance 
Dividir para conquistar  Divida o conteúdo a ser estudado em três grupos: básico, complementar e específico. Enquanto o edital não sair, concentre-se no básico. Consolide esses conhecimentos, pois eles vão garantir a aprovação. Depois foque nos complementares e, por fim, nos específicos
Leia os editais Não menospreze as informações contidas nos editais
Deixe as específicas para perto da prova  Não se afobe estudando questões específicas antes de saber como elas serão cobradas

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas