Vendas do varejo caem 16,8% em abril ante março, afirma IBGE

economia
16.06.2020, 09:51:00
(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Vendas do varejo caem 16,8% em abril ante março, afirma IBGE

Vendas do varejo restrito acumularam recuo de 3% no ano e alta de 0,7% em 12 meses

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As vendas do comércio varejista caíram 16,8% em abril ante março, na série com ajuste sazonal, informou nesta terça-feira, 16, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A queda foi maior que a mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, do sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, negativa em 11,5%, num intervalo de previsões de -28% a -6,09%.

Na comparação com abril de 2019, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram baixa de 16,8% em abril de 2020. Nesse confronto, as projeções iam de uma queda de 23,9% a 3,6%, com mediana negativa de 13%.

As vendas do varejo restrito acumularam recuo de 3% no ano e alta de 0,7% em 12 meses.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 17,5% em abril ante março, na série com ajuste sazonal. A queda foi menor que a mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, negativa em 20,40%, num intervalo de -41% a -9,04%.

Na comparação com abril de 2019, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 27,1% em abril de 2020. Nesse confronto, as projeções variavam de uma redução entre 40,4% e 11,0%, com mediana negativa de 29,4%.

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 6,9% no ano e aumento de 0,8% em 12 meses.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas