Vídeo de reunião ministerial com Bolsonaro citado por Moro é liberado pelo STF

brasil
22.05.2020, 17:08:03
Atualizado: 22.05.2020, 17:51:16
(Foto: Reprodução)

Vídeo de reunião ministerial com Bolsonaro citado por Moro é liberado pelo STF

Presidente chama governadores João Doria, de São Paulo, e Wilson Witzel, do Rio, de "bosta" e "estrume"

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou o acesso ao vídeo da reunião ministerial realizada no dia 22 de abril, no Palácio do Planalto. 

A decisão foi tomada no Inquérito (INQ) 4831, em que se apuram declarações feitas pelo ex-ministro Sérgio Moro acerca de suposta tentativa do presidente Jair Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal.

Com a decisão, qualquer cidadão poderá ter acesso ao conteúdo do encontro de ministros com o presidente Jair Bolsonaro, no qual ele faz diversos insultos a governadores e prefeitos, incluindo João Doria, de São Paulo, e Wilson Witzel, do Rio, chamados de "bosta" e "estrume", respectivamente.

O decano autorizou, ainda, o acesso à íntegra do vídeo. A única restrição imposta foi a trechos específicos em que há referência a dois países com os quais o Brasil mantém relação diplomática.

Confira a primeira parte da gravação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas