Vídeo mostra momento de execução de agricultor que denunciou grileiros na Bahia

bahia
03.09.2021, 06:40:00
Atualizado: 05.09.2021, 12:26:37
(Reprodução)

Vídeo mostra momento de execução de agricultor que denunciou grileiros na Bahia

As imagens são fortes; ele foi morto com vários tiros dentro de carro

Um vídeo de câmera de segurança mostra o momento em que o agricultor Paulo Antonio Ribas Grendene foi executado dentro do carro em Barreiras, no oeste baiano, em junho deste ano. As imagens, que são fortes, mostram que assim que Paulo entra no carro um outro veículo emparelha e dois homens atiram nele.

O primeiro, sentado no banco de trás, usa uma arma menor e atira dez vezes. Depois, o homem que estava no banco de passageiro, na frente, desce do carro. Usando um capuz, ele porta uma espingarda, se aproxima do carro de Paulo e atira mais três vezes. Depois, volta para o veículo, que sai do local.

O CORREIO confirmou com uma fonte da investigação que o vídeo é o deste crime. O relógio da câmera indica 17h34. Tudo acontece rapidamente. Do primeiro ao último tiro, são cerca de 15 segundos apenas.

As imagens ajudaram a equipe de investigação a identificar os policiais militares envolvidos no caso, que já tinham matado outra pessoa seguindo o mesmo modus operandi na região. A suspeita é que eles agem como pistoleiros de pessoas ricas e poderosas no oeste. 

Crime
Paulo foi morto no dia 11 de junho. Ele foi atingido por tiros de espingarda calibre 12 mm e pistola 9 mm. Paulo Antonio estava dentro de seu carro, um Renault Sandero Stepway, que ficou todo perfurado de balas. O agricultor, que é paranaense de Nova Londrina, morreu na hora.

Agricultor que denunciou grileiros da Faroeste é morto em Barreiras

(Foto: Reprodução)

Na época, a Associação dos Produtores Rurais da Chapada das Mangabeiras (Aprochama) afirmou que há um grave clima de violência na região. Grendene denunciou que suas terras estavam sendo invadidas por grileiros, apontando investigados na Operação Oeste. Na denúncia, o agricultor afirmou que 20 homens armados queriam que ele deixasse as terras nas fazendas Sessafaz e Santo Antônio.

"A Aprochama vem alertando constantemente as autoridades sobre a crescente tensão na região. Agricultores, que ajudaram a transformar o Oeste em uma das áreas mais prósperas do país, são constantemente ameaçados por bandos armados a abandonar suas terras", afirmou a Associação em nota.

Em julho, seis pessoas foram presas na Operação Bandeirantes, que começou a ser deflagrada no último dia 21 pela Polícia Civil investigando a morte de Grendene. Ao todo, já foram cumpridos onze mandados de busca e apreensão, em três cidades do interior baiano. Entre os presos estão PMs e empresários.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas