Vinte anos da tragédia que mudou o mundo

entretenimento
11.09.2021, 07:00:00
A série Ponto de Virada, da Netflix: busca por respostas (Foto: divulgação) (Foto: Divulgação)

Vinte anos da tragédia que mudou o mundo

Séries, filmes e especiais relembram a analisam contexto em torno dos ataques terroristas do 11 de Setembro

Ver ao vivo o ataque ao World Trade Trade Center, no dia 11 de Setembro de 2001, foi uma das cenas mais chocantes já vistas na televisão. Mesmo quem não estava em frente a um monitor, já reviu aquelas imagens muitas vezes e vai voltar a fazê-lo neste sábado, quando a tragédia que vitimou quase três mil pessoas e feriu outras nove mil em plena Nova York completa vinte anos.  

Filmes, séries e especiais têm tentado detalhar e explicar os principais fatos do atentado que mexeu com a geopolítica mundial. O Globoplay disponibiliza hoje - inclusive para não assinantes - a série documental  Retratos de uma Guerra Sem Fim. Em quatro episódios, o repórter Marcos Uchôa mostra os cenários pré e pós-atentatos, as guerras originadas e suas repercussões, como a  atual crise no Afeganistão. Neste domingo, a GloboNews exibe o primeiro episódio, às 23h.  

mauro uchoa
Marcos Uchôa visitou seis países durante a produção da série (Foto: Divulgação/TV Globo)

Uchôa esteve no Paquistão, Iraque, Irã, Síria e Líbano, além dos Estados Unidos e diz que o projeto é um passeio por uma parte importante da sua carreira como repórter. “A radicalização do mundo pós 11 de setembro gerou conflitos que foram influenciando uns aos outros. Pude ver e aprender muito sobre sociedades, que embora tenham muitas coisas diferentes da nossa, têm também muito em comum. No fundo, o que todo mundo quer? O convívio com a família, amigos e um trabalho para poder levar a vida”, afirma. 

Com muitos como correspondente internacional, Uchôa diz que Retratos de uma Guerra Sem Fim é um título muiyo adequado para a série. "São apenas retratos, momentos pequenos no tempo, na tragédia vivida por vários países. É uma espécie de janela aberta de um pouquinho desse mundo dramático dos últimos 20 anos. E são lugares bem exóticos, a produção tem imagens lindas feitas por três cinegrafistas ótimos que trabalharam comigo. É um privilégio ser um repórter brasileiro e ter conhecido e contado essa história. De certa forma, essa série é também um dos retratos do meu trabalho", afirma. 

ponto de virada
Ponto de Virada - 11/9 e a Guerra ao Terror ( Foto: Divulgação)

A Netflix estreou este mês a série documental Ponto de Virada - 11/9 e a Guerra ao Terror, que traz cenas inéditas e muitos depoimentos de sobreviventes - que seguem impactados com o que viveram. Com direção der Brian Knappenberger, a série mostra desde a invasão soviética no Afeganistão, em 1979, até a recente retirada das tropas americanas do país. O diretor explica que seu objetivo foi fazer uma crônica em cinco partes dos atentados, "oferecendo perspectivas esclarecedoras e histórias pessoais sobre os eventos catastróficos que mudaram o rumo dos Estados Unidos".

Vinte anos depois, a série tenta responder perguntas complexas como  "Quem atacou os EUA e por quê?",  "Quais foram as falhas na inteligência americana que deixaram isso acontecer?" e  "Como as decisões tomadas pelo alto escalão de três mandatos presidenciais sobre a guerra ao terror levaram o país a este momento?". Entre os entrevistados estão  funcionários de vários governos americanos, ex-integrantes da CIA e militares veteranos dos EUA, bem como soldados do Exército Nacional do Afeganistão, líderes do Talibã, integrantes do governo, chefes militares e civis afegãos, além dos sobreviventes do atentado. 

mauritano

Tahar Rahim e Jodie Foster em O Mauritano (Foto: Divulgação)

Personagens da tragédia

Dois filmes recentes também trazem novos ângulos sobre o 11 de Setembro, a partir de duas histórias pessoais. O  longa O Mauritano, que estreia neste sábado (11) no Telecine Premium, às 22h, é baseado na história real de Mohamedou Ould Slahi (Tahar Rahim), que ficou preso durante 14 anos em Guantánamo, sem acusação formal ou julgamento, após ser detido pelas autoridades americanas por suspeita de envolvimento nos atentados terroristas de 11 de setembro. Dirigido por Kevin MacDonald, o filme  tem Jodie Foster no papel da advogada de defesa Nancy Hollander, papel que lhe rendeu o Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante este ano.   

O longa-metragem é baseado no livro de memórias best seller internacional O Diário de Guantánamo, de Mohamedou Ould Slahi. O autor escreveu e publicou a obra enquanto ainda estava preso em Guantánamo, onde ficou de 2002 a 2016, e relata torturas, como privação de sono, isolamento e execução simulada.

o dia que mudou o mundo
Filme O Dia que Mudou o Mundo (Foto: Divulgação)

Já O Dia que Mudou o Mundo (Copilot) leva às telas uma adaptação da história verídica de Ziad, terrorista que sequestrou o voo 93 da United Airlines, e de sua companheira, Aysel - chamados no filme de Saeed e Asli.

Contada pela perspectiva de Asli, interpretada por Canan Kir, a produção acompanha o seu conturbado relacionamento com Saeed (Roger Azar), que teve de ser vivido em segredo por culpa do preconceito religioso de sua mãe. Apesar das dificuldades, a cumplicidade entre eles sempre foi um elo. O frágil equilíbrio do casal é colocado à prova quando Saeed toma uma decisão drástica, que mudará o destino deles e abalará o mundo inteiro. 

"Vivemos em uma época em que a ideologia divide cada vez mais as pessoas. A roteirista Stefanie Misrahi e eu queríamos levar uma história de amor repleta de polarização política para a tela grande. É uma história inserida no contexto de um inesquecível acontecimento histórico que, em sua violência e poder simbólico, criou um vazio e um enigma que perdura dentro de todos nós", diz a diretora Anne Zohra Berrached. O Mauritano foi exibido no Festival de Berlim deste ano.  Nas plataformas Claro Now, Vivo Play, Sky Play, iTunes/Apple TV, Google Play e YouTube. 


Jornalismo no 11 de Setembro

Globonews -  Os correspondentes Carolina Cimenti, Felipe Santana e Tiago Eltz farão entradas ao vivo direto do ‘Ground Zero’, onde foi construído um memorial em homenagem às mais de três mil pessoas que morreram na tragédia. O canal também exibe uma edição especial do GloboNews Internacional, com apresentação de Guga Chacra, de Nova York, e Marcelo Lins, do Rio de Janeiro. O programa recebe Jorge Pontual, Edney Silvestre e Marcos Uchôa para falar sobre os desdobramentos do ataque na política americana e as consequências que as guerras trouxeram para os Estados Unidos, o Afeganistão e o restante do mundo.  

BandNews - Neste sábado , das 8h às 9h, o a emissora apresenta especial sobre o 11 de Setembro. Os jornalistas Eduardo Barão, dos Estados Unidos, e Eduardo Castro, dos estúdios em São Paulo, entrevistam o ex-embaixador do do Brasil nos nos Estados Unidos, Rubens Barbosa, e o atual embaixador, Sérgio Amaral, além dos jornalistas Jamil Chade, Felipe Kieling e Yan Boechat. 

TV Cultura  - A emissora exibe neste sábado, às 20h15, o documentário inédito Onde Você Estava em 11 de Setembro?. O especial entrevista jornalistas que cobriram os atentados, jornalistas e faz uma reflexão sobre a fragilidade da vida e de como  aquele data marca a inauguração da chamada guerra ao terror. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas