CAJAZEIRAS

Empresário acusa PM de agressão em shopping de Salvador

O fato ocorreu na noite de quarta-feira (1º), na saída do cinema

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 2 de maio de 2024 às 08:46

Imagens registradas pelo empresário Rodrigo Barbosa
Imagens registradas pelo empresário Rodrigo Barbosa Crédito: Reprodução

Um empresário disse ter sido ameaçado e agredido com um tapa no rosto por um homem que se identificou como policial no Shopping Cajazeiras. O fato ocorreu na noite de quarta-feira (1º). Em entrevista ao CORREIO, Rodrigo Barbosa, 31 anos, disse que estava no cinema com a esposa quando ligou o visor do celular.

Ele então foi abordado por um homem de forma truculenta pedindo que desligasse o aparelho. Após o filme, ainda segundo Rodrigo, o homem o seguiu e lhe disse palavras de ameaça. Em seguida, mostrou uma carteira de policial militar e uma pistola.

"Parei em frente ao parque das crianças e ele falou palavras ofensivas, sacou a arma e disse que iria me matar. Depois me deu um tapa no rosto e fugiu", relatou Rodrigo Barbosa.

O empresário registrou um boletim de ocorrência na 13ª Delegacia e fez exame de corpo de delito. Nesta quinta-feira (2), Rodrigo vai retornar à delegacia para, junto com o delegado, solicitar as imagens do circuito de segurança do shopping.

Em nota, a Polícia Civil confirmou que foi registrada uma ocorrência de ameaça na 13ª DT/Cajazeiras na noite de ontem. "De acordo com o comunicante, ele estava no cinema de um shopping em Cajazeiras quando um homem reclamou da luz do seu celular. Na saída, o suspeito o ameaçou com uma arma, mostrou um distintivo da PM e lhe agrediu com um tapa no rosto. A guia para exame de lesões corporais foi expedida e o caso está sendo apurado", diz o comunicado.

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar informou que "preconiza que as ações de seus agentes sejam pautadas na técnica e legalidade. Qualquer cidadão pode apresentar denúncia na Ouvidoria (0800 284 0011) ou na Corregedoria da PM, localizada na Rua Amazonas, nº 13, Pituba, em Salvador".

O Shopping Cajazeiras foi procurado pela reportagem do CORREIO, mas, até a publicação do texto, não foi localizada para comentar o fato.