Vitória bate o Brusque de virada e ganha a primeira na Série B

e.c. vitória
19.06.2021, 20:57:27
Atualizado: 19.06.2021, 21:05:39
Dinei participou do lance do primeiro gol, marcado por Soares (Pietro Carpi / EC Vitória)

Vitória bate o Brusque de virada e ganha a primeira na Série B

Ramon Menezes mexe bem na equipe e chega a seis pontos na tabela

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Enfim, o Vitória acabou com o seu jejum, após cinco rodadas da Série B. Neste sábado (19), o rubro-negro venceu a primeira partida na competição, e com estilo: de virada, sobre o Brusque. 3x1 foi o placar final no duelo disputado no Barradão.

O time catarinense era um adversário cascudo. Ao lado do Náutico, líder, eram as duas equipes que chegaram com 100% de aproveitamento a essa 5ª rodada. Com essa moral, abriu o placar aos 24 minutos do 1º tempo, com o atacante Edu.

Mas chamou a atenção o bom trabalho do técnico Ramon Menezes, em sua quarta partida à frente do rubro-negro. O comandante acertou nas trocas no intervalo e ao longo da etapa final, e conseguiu não só virar o jogo como ampliar a vantagem para 3x1.

Tudo começou com Soares, aos 13 minutos. Depois David aumentou aos 37 e Ygor Catatau, um dos atletas que entraram no segundo tempo, fechou o placar aos 40 minutos.

Com a sua primeira vitória na competição, o Leão vai a seis pontos e sobe para a 9ª posição da tabela. A batalha da Série B continua na próxima terça-feira (22), fora de casa. O duelo é com o Coritiba, às 21h30.

Vacilo e Brusque na frente

Por mais que também errasse muito, David era o homem mais perigoso do Vitória no comecinho do jogo, quando o time da casa ainda conseguiu se impor, como era esperado. Logo aos 7 minutos, o ponta recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou para defesa do goleiro.

Aos 13, David recebeu na esquerda, puxou para o meio e levantou a bola na área, onde Dinei cabeceou por cima do gol. Até os 20 minutos, o cenário foi esse: o Leão tinha mais posse, mas as chances reais de marcar eram escassas.

Em parte, isso ocorria porque o Brusque recuava e dava campo para o Vitória. Aos 24, ficou evidente porque o time catarinense queria isso. Em jogada rápida e bem trabalhada na troca de passes, Bruno Alves surpreendeu e foi lançado nas costas de Cedric. Ele cruzou para a área, Diego Mathias ajeitou de cabeça e Edu completou, também de cabeça, para as redes.

Após esse erro coletivo de marcação, o Vitória caiu drasticamente. E a melhor chance na reta final do primeiro tempo foi do Brusque: aos 38, em nova jogada com troca rápida de passes, Edu ajeitou para o chute de Rodolfo Potiguar, rasteiro, mas Lucas pegou.

Reação rubro-negra

No intervalo, Ramon fez boas trocas. Pedrinho substituiu Roberto e Bruno Oliveira entrou na vaga de Fernando Neto, que teve uma péssima noite. Com essas peças, o Leão marcou mais adiantado e não perdeu muito tempo para finalizar.

Aos 2, Soares cobrou falta da intermediária e quase empatou. Aos 5, Soares, de novo dele, cruzou na área e Dinei cabeceou por cima do gol. O camisa 11, jogando aberto pela esquerda e com o apoio de Pedrinho, conseguiu ser o melhor rubro-negro em campo.

Aos 13, após insistência, saiu o gol. Bruno Oliveira cobrou falta na direção da área, Wallace dividiu com os zagueiros e escorou para o meio, Dinei também dividiu com os defensores e a bola sobrou para ele: Soares, com o gol aberto, empatar. 1x1.

Apesar do empate, Ramon Menezes e o Vitória continuaram acreditando no jogo. Colocou, por exemplo, o atacante Ygor Catatau na vaga do volante Gabriel Bispo. E já que o Brusque continuava dando campo para o Leão, faltava só ser mais eficiente.

Aos 37, enfim, veio merecidamente a virada. E com outra peça que, além de Soares, brigou muito no jogo. O rubro-negro puxou um ataque pela direita, de onde Cedric cruzou em direção à área. O goleiro Ruan saiu mal do gol e David aproveitou para cabecear. A bola bateu na trave e voltou nele para marcar, 2x1.

E teve mais: com Ygor Catatau, que entrou bem na partida, chegou ao terceiro gol. Aos 40 minutos, ele recebeu no lado direito da intermediária, avançou e chutou cruzado, sem chances de defesa para Ruan Carneiro.

Vitória 3x1 Brusque - 5ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Vitória: Lucas Arcanjo; Cedric, Marcelo Alves, Wallace e Roberto (Pedrinho); Gabriel Bispo (Ygor Catatau), Pablo Siles e Fernando Neto (Bruno Oliveira); Soares (Guilherme Santos), Dinei (Samuel) e David. Técnico: Ramon Menezes.

Brusque: Ruan Carneiro; Toty, Claudinho, Ianson e Airton; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus, Diego Mathias (Gabriel Taliari) e Bruno Alves (Fillipe Soutto); Edu (Jhon Cley) e Thiago Alagoano (Bruno Lopes). Técnico: Jerson Testoni.

Gols: Edu, aos 24 minutos do 1º tempo; Soares, aos 13, David, aos 37, e Ygor Catatau, aos 40 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Bruno Oliveira e Guilherme Santos (Vitória); Rodolfo Potiguar, Toty e Edu (Brusque)

Arbitragem: Tiago Nascimento dos Santos, com assistentes Ricardo Bezerra Chianca e José Daniel Torres de Araújo (trio de PE)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048