Vladimir Putin não ouviu 'mensagem de paz' de Bolsonaro, afirma ministro do Turismo

brasil
24.02.2022, 14:36:00
(Agência Brasil)

Vladimir Putin não ouviu 'mensagem de paz' de Bolsonaro, afirma ministro do Turismo

Na semana passada, Gilson Machado havia dito que Bolsonaro ajudou a evitar a guerra

O ministro do Turismo, Gilson Machado, afirmou que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, não ouviu a "mensagem de paz" presidente Jair Bolsonaro (PL). O chefe do Executivo brasileiro foi a Moscou em 15 de fevereiro.

Questionado pela Folha de São Paulo se o líder russo teria ouvido Bolsonaro, Machado respondeu que não. "A guerra está acontecendo, né?". Na semana passada, o ministro havia dito que Bolsonaro ajudou a evitar a guerra.

A fala se explica pelo fato de que, no mesmo dia em que Bolsonaro conversou com Putin, o governo russo anunciou o início da retirada de parte das tropas que se exercitavam perto das fronteiras da Ucrânia. À época, apoiadores dos presidentes utilizaram as redes sociais para publicar mensagens atribuindo ao presidente brasileiro a decisão de Putin.

Leia mais: Guerra mundial? Entenda o conflito entre Rússia e Ucrânia

"O Brasil é um país historicamente conciliador. Sempre tivemos grandes exemplos de grandes diplomacias por outros presidentes, de problemas mundiais que conseguimos resolver. E foi um momento em que o presidente chegou lá e levou uma mensagem de paz para o presidente Putin. Graças a Deus, já foram retiradas as tropas e não se fala mais em guerra", declarou Gilson Machado anteriormente.

O presidente russo iniciou, na madrugada desta quinta (24), uma ampla operação militar para invadir a Ucrânia. Explosões e movimentação militar foram registradas em diferentes cidades ucranianas. Putin disse às forças ucranianas que deponham as armas e voltem para casa.

“Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, ameaçou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas