Vôlei de praia do Brasil segue vivo na briga por vaga olímpica

esportes
20.09.2019, 14:59:13
(Foto: Divulgação/FIVB)

Vôlei de praia do Brasil segue vivo na briga por vaga olímpica

Dupla formada por André e George venceu no pré-Olímpico na China

O vôlei de praia do Brasil segue com chances de obter uma vaga nos Jogos de Tóquio-2020, no Japão, através do Pré-Olímpico que está sendo realizado nesta semana na cidade de Haiyang, na China.

Nesta sexta-feira (20), no terceiro dia de disputas, os brasileiros André e George conseguiram uma vitória em dois jogos pela terceira fase, a última antes das semifinais, e estão na segunda posição do Grupo J.

A dupla brasileira começou a etapa vencendo os noruegueses Berntsen e Mol H. por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 21/11.

No segundo jogo do dia, eles foram superados pelos holandeses Brouwer e Meeuwsen também por 2 a 0 (21/13 e 21/18). Os dois ainda jogam contra a dupla da Letônia formada por Plavins e Tocs neste sábado (20) e, em caso de vitória, avançam para a decisão de uma das vagas.

"Fizemos um bom primeiro jogo e nem tanto no segundo. Os holandeses foram superiores, mas a vitória contra os noruegueses nos deixou na briga pela vaga. Amanhã (sábado) contra os letões será uma partida chave. Conhecemos o nosso adversário e sabemos que será um jogo difícil. Eles vêm muito motivados e estão em boa fase. Vamos estudar o jogo deles, mas o principal será fazer bem o nosso", comentou André.

Pelo regulamento, serão duas vagas olímpicas por gênero e participam 16 duplas - 15 dos países mais bem classificados no ranking mundial em 15 de julho de 2019, mais um representante do país sede do Pré-Olímpico (China). Esse Pré-Olímpico em Haiyang não tem premiação em dinheiro e nem dá pontos no ranking mundial.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas