Xô, calor: 50% da frota de ônibus de Salvador terá ar-condicionado até fim de 2022

salvador
06.10.2021, 05:00:00
OS 70 novos ônibus com ar começam a roda na quinta-feira, 07 (Arisson Marinho/CORREIO)

Xô, calor: 50% da frota de ônibus de Salvador terá ar-condicionado até fim de 2022

Segundo a Semob, frota é de 1,8 mil veículos em toda a cidade

A meta da Prefeitura de Salvador é que pelo menos 50% da frota de ônibus esteja com ar-condicionado até o final de 2022. Atualmente, a capital tem 1,8 mil veículos e 199 deles oferecem o serviço. Nesta terça-feira (5), foram entregues mais 70 ônibus desse tipo e outros 99 estão previstos para chegar até o final do mês.

Quem já andou em um ônibus cheio, em um dia de calor, sabe o sufoco que é a viagem, por isso, a população comemorou. Os novos veículos foram apresentados durante um evento no estacionamento do Parque dos Ventos, na Boca do Rio. Eles serão usados na Bacia C, ou seja, entre a Estação Mussurunga e a Orla, trecho que era operado pela CSN, ficou sob intervenção da prefeitura até 30 de setembro, e que a partir do dia 1º passou a ser operado pelas outras duas concessionárias que atuam o transporte público da cidade.

A OTTrans, responsável pelas linhas do Miolo, vai administrar 40 dos ônibus novos. Já a Plataforma, que opera as linhas do Subúrbio, ficará com os outros 30 veículos. O prefeito Bruno Reis (DEM) fez a entrega oficial e disse que a maioria dos ônibus novos vai atuar na bacia da CSN, na Orla.

“A população dessa área foi a mais penalizada diante da dificuldade da empresa de renovar frota e, depois, com a falência. Vamos compensar a população colocando a maioria desses ônibus em funcionamento nesta área da cidade”, afirmou.

Os ônibus começam a circular a partir desta quinta-feira (7). Para a diarista Isabel Rodrigues, 45 anos, a medida é positiva, mas ela ainda não está totalmente satisfeita por conta de um detalhe. “Estou chateada porque eu moro na Suburbana, então, essa mudança não vai me impactar. Poderia começar pelo meu bairro. Mas, brincadeiras à parte, a gente fica feliz com essa novidade porque é uma forma de fazer valer a passagem de R$ 4,40”, disse.

O estudante Rafael Souza, 25, será um dos beneficiados pela mudança. Ele faz uma parte do trajeto entre sua casa, em Itapuã, a faculdade e o estágio de metrô e o restante do caminho, de ônibus. “A gente sai de casa cheirozinho, consegue manter a dignidade no metrô, mas quando entra no ônibus é um suor danado. A camisa chega gruda nas costas. Esse serviço é bom e tem que ser oferecido na cidade toda”, opinou.

Os veículos têm elevador, corrimão e outros elementos para facilitar a acessibilidade e são equipados com motor Euro 5, que emite menos poluentes na atmosfera. Antes de entrar em operação eles precisam passar por alguns ajustes como padrões de emplacamento, instalação das câmeras de monitoramento, GPS, validador, programação visual de placas de itinerário frontal e lateral, adesivo com valor da tarifa, adesivo de ponto cego e adesivação interna de assentos preferenciais.

Além dos novos ônibus, os consórcios alugaram 150 veículos usados que já estão circulando na cidade, substituindo os ônibus da antiga CSN. As duas empresas estão assumindo de forma emergencial a Bacia C, enquanto é concluída a licitação definitiva, que leva uma média de seis a sete meses. Dentre as atribuições, a nova empresa gestora terá que colocar uma frota nova com ar-condicionado.

Trabalhadores 
Ao assumir as linhas que eram operadas pela CSN, os outros dois consórcios absorveram 1,6 mil dos 2,6 mil funcionários que atuavam na empresa e que tinham sido contratados pela prefeitura durante o período de intervenção. O secretário municipal de Mobilidade, Fabrizzio Muller, contou que os trabalhadores que não foram chamados de imediato serão colocados em um cadastro de reserva. Ele também comentou sobre os novos ônibus.

“A gente ainda está vivendo a maior crise do sistema de transporte público do Brasil, em razão principalmente da pandemia, e Salvador dá uma sinalização clara do que ela quer para o seu transporte público. Foi um esforço hercúleo dos concessionários para a renovação dessa frota. A população que vem sofrendo nos últimos meses, em função da crise, principalmente os da Bacia C, terá ônibus de melhor qualidade e conforto”, afirmou.

Frota circula com 11 milhões de passageiros a menos
Antes da pandemia começar, cerca de 28 milhões de pessoas usavam os ônibus de Salvador todos os meses, mas isso mudou com o vírus que obrigou muitos trabalhadores a atuarem em home office e suspendeu as aulas. A capital chegou a registrar apenas 10,8 milhões de passageiros em 30 dias. Esse número voltou a crescer nos últimos meses, mas ainda está distante do normal. Em setembro, foram 17 milhões de usuários.


Durante o discurso, o prefeito Bruno Reis disse que o setor de transporte público está passando por uma crise no país e cobrou investimento dos governos federal e estadual. A operação das linhas da CSN ficou sob administração direta da prefeitura por mais de um ano, entre junho de 2020 e setembro de 2021, período em que o município precisou arcar com combustível e manutenção dos veículos, além dos salários dos trabalhadores.

“A pandemia desequilibrou os sistemas das principais cidades porque houve uma queda expressiva no número de passageiros transportados e nós tivemos que manter em circulação os ônibus para diminuir as aglomerações. Isso gerou uma crise e muitas empresas quebraram. No Brasil, esse ano, foram mais de 300 paralisações de rodoviários, 27 cidades como Salvador tiveram que fazer intervenção ou execução direta do sistema. Então, é fato, o sistema de transporte está em crise”, afirmou.

Durante a intervenção foram aplicados R$ 206 milhões dos cofres municipais. “A tarifa não remunera mais o sistema e as prefeituras não têm mais condições de subsidiar o transporte público”, disse.

Confira as linhas dos novos veículos climatizados:

1) OT TRANS

  • Linha 1001 - Aeroporto x Praça da Sé
  • Linha 1007 - Lapa x Jardim das Margaridas
  • Linha 1035 - Aeroporto x Praça da Sé (via Garibaldi)
  • Linha 1372 - Jardim Nova Esperança/Vilamar x Lapa/Comércio (via Trobogy)

2) Plataforma

  • Linha 0713 - Santa Cruz x Calçada/Bonfim
  • Linha 0728 - Nordeste x Ribeira
  • Linha 0907 - Boca do Rio x Ribeira
  • Linha 1049 - Estação Mussurunga x Alto do Coqueirinho
  • Linha 1055 - Estação Mussurunga x Ribeira/São Joaquim
  • Linha 1060 - Estação Mussurunga x São Joaquim
  • Linha 1077 - Estação Mussurunga x KM 17
  • Linha 1078 - Estação Mussurunga x Stella Maris
  • Linha 2006 - Metrô Retiro x Santa Mônica/Pituba

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas