Idosa de 74 anos é baleada durante assalto em escola na Caixa D'Água; ladrão pede desculpas

Os 12 alunos do curso de informática faziam prova e já se preparavam para sair quando foram abordados

Publicado em 27 de outubro de 2015 às 13:34

- Atualizado há 10 meses

A aluna do centro profissionalizante Brasil Treina, Maria Helena Xavier Guimarães, 74 anos, foi baleada de raspão na perna durante um assalto na manhã desta terça-feira (27) dentro da instituição ensino. O crime aconteceu por volta de 10h30 na escola que fica na Rua Rodrigo de Menezes, perto do Largo do Tamarineiro, no bairro da Caixa D'Água, em Salvador. Os 12 alunos do curso de informática faziam prova e já se preparavam para sair quando foram abordados.

Antes do assalto, o suspeito chegou ao local sozinho e se passou por um aluno interessado em se matricular em um dos cursos. Ele pediu informações sobre valores, tomou um café na recepção e saiu dizendo que voltaria para se matricular. Dez minutos depois, retornou acompanhado de outro rapaz. "Eles anunciaram o assalto e mandaram que eu ficasse quieta e calma. Eles estavam tranquilos", afirmou a atendente do estabelecimento, sob anonimato.

O comparsa do assaltante não estava armado, mas rendeu a recepcionista enquanto o outro, armado, entrava na sala onde estavam os alunos. O suspeito, que ainda não foi localizado, anunciou o assalto e mandou todos deitarem no chão.

"Ele entrou repetindo: 'todo mundo no chão'. Como eu sou idosa e tenho artrose avançada nas duas pernas, demorei de me jogar no chão, pois tenho dificuldades de me abaixar", contou Maria Helena, que trabalha como comerciante. A bala atingiu a idosa de raspão na parte frontal da perna direita. Ela foi atendida no local por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, em seguida, levada pelo marido até um posto médico na região para tomar uma vacina antitetânica. A vítima já voltou para casa e passa bem.

Tiro e desculpasSegundo a idosa, o assaltante armado começou a remexer a mochila do instrutor que estava em cima de uma mesa e, nesse momento, fez um disparo acidental, pediu desculpas e saiu da sala. "Fiquei deitada de bruços fazendo oração. Foi quando ouvi o disparo, mas não imaginei que tinha pegado em mim. Senti um ardor e vi que tinha sido atingida", disse Maria Helena.

Antes de o assaltante com a arma passar pela recepção, na fuga, o comparsa já tinha roubado R$ 30 do caixa do curso e o relógio da atendente. Antes de sair da escola, o bandido armado ainda pegou o celular da recepcionista. Toda a ação ficou registrada nas imagens das câmeras de segurança do estabelecimento, que também conta com um sistema de alarme. "A gente esperava que isso pudesse acontecer a qualquer momento", afirmou João Roberto de Faria, proprietário do estabelecimento.

Quando equipes da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Liberdade) chegaram ao local, os suspeitos já tinham fugido. Os PMs, juntamente com policiais civis da 2ª Delegacia (Lapinha), fizeram buscas para localizar os assaltantes.

Em nota, a PM informou que as imagens das câmeras já foram coletadas com o objetivo de "identificar os autores do crime e possibilitar as suas prisões".

*Com informações da repórter Yne Manuella.