Salvador tem 11 vagas para o Programa Mais Médicos; inscrições vão até terça (25)

A capital baiana também recontratará profissionais que já atuavam em ciclos anteriores do programa

  • D
  • Da Redação

Publicado em 21 de abril de 2023 às 07:45

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Programa Mais Médicos para o Brasil (PMMB) está oferecendp 11 vagas para o município de Salvador. Na capital baiana também ocorre a recontratação, por um período de quatro anos, de profissionais que já atuavam no programa nos ciclos 13° e 19°. As inscrições podem ser feitas até a próxima terça-feira (25) pelo site.

O resultado preliminar será publicado no dia 26 de abril. Aqueles que discordarem do resultado prévio poderão solicitar um recurso entre 26 e 28 de abril. Após a etapa de interposição de recursos, o Ministério da Saúde, através da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS/MS), analisará as solicitações.

Os resultados serão divulgados no dia 5 de maio, através do site do programa.  Lá também estão disponibilizadas mais informações sobre o Mais Médicos, que teve seu edital publicado na terça-feira (18). O programa busca melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), principalmente em localidades com escassez ou ausência de profissionais da medicina,   A vice-prefeita e secretária municipal da Saúde, Ana Paula Matos, destaca os esforços da gestão para ampliar e qualificar o quadro de profissionais médicos e a importância do programa federal no âmbito de Salvador. “Um dos principais gargalos que enfrentamos refere-se a falta de médicos, principalmente em áreas remotas e vulneráveis. O Mais Médicos chega como uma importante estratégia de atração dessa mão de obra tão essencial na prestação dos nossos serviços", diz.

A vice-prefeita também ressalta que além da adesão ao programa, o município está atuando em diversas outras frentes como o credenciamento de Pessoas Jurídicas, que segue aberto, e a construção de um novo concurso público. "Também estou mantendo diálogo junto ao Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Estadual, universidades e representantes de vários segmentos da categoria com o objetivo de garantir a todos os nossos cidadãos, o direito à saúde”, destacou Ana Paula Matos.