EM IMÓVEL ABANDONADO

Adolescente de 15 anos suspeito de assassinar vizinhos no interior de SP é encontrado morto

Jovem era o principal suspeito de matar três pessoas de uma mesma família no interior de São Paulo

  • Foto do(a) author(a) Rede Nordeste, O Povo
  • Rede Nordeste, O Povo

Publicado em 28 de maio de 2024 às 21:23

  Crédito: Reprodução

Considerado principal suspeito pelo assassinato dos vizinhos, um adolescente de 15 anos foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, 27, em um imovel abandonado no bairro Vila Regina em Bauru no interior de São Paulo. O jovem era investigado pelo policia pelo assassinato de um casal de idosos e o genro deles, em Agudos, cidade vizinha, na manhã de sexta-feira, 24.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente desapareceu na sexta-feira, tempo depois da localização dos corpos das vítimas, que foram identificadas como Joana de Fátima Sanches Carrasco, de 70 anos; Aparecido Roberto Carrasco, de 74 anos; e do genro deles, o autônomo Valdinei de Sousa, de 57 anos.

De acordo com informações publicadas pelo portal UOL, a Polícia Militar que foi acionada as 10h28min, para atender a ocorrência de “encontro de cadáver". Os guardas chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que confirmaram a morte do jovem. O ocorrido foi registrado como “morte suspeita”.

A Polícia Civil de São Paulo disse que "as diligências prosseguem para concluir o caso", e afirma ter pedido mais exames ao Instituto Médico Legal (IML) e ao Instituto de Criminalística (IC).

O caso foi registrado na Delegacia de Seccional de Bauru e encaminhado à Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC) do município. "As diligências prosseguem para concluir o caso", completou a polícia em nota ao UOL.

Sobre o Crime

O adolescente considerado suspeito era vizinho das três vítimas que eram da mesma família. Os corpos foram encontrados pela filha dos idosos e esposa de Valdinei, uma das vítimas e apresentavam marcas de violência.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), a mulher relatou que estava preocupada pelo fato do marido ter saído para fazer exercícios e não ter retornado. Ela ainda achou estranho ele não ter levado o celular.

Os corpos do casal e do genro estavam em três cômodos separados. Diante do desaparecimento do marido, a mulher foi a casa dos pais, quando encontrou eles mortos, cada um em uma casa. Segundo a SSP, não havia sinais de arrombamento na casa e nem de furtos no local.

A Polícia Civil ainda investiga a motivação do crime. O velório dos idosos e do genro foi realizado no domingo no Cemitério Municipal da cidade de Agudos.