Advogado salva casamento de cliente com bilhete e recebe convite para escrever livro

Ele conta que percebeu que a cliente ainda estava muito ligada ao marido

Publicado em 26 de fevereiro de 2016 às 17:53

- Atualizado há 10 meses

O advogado Rafael Gonçalves, de 26 anos, se tornou sensação nas redes sociais após compartilhar em seu perfil uma história recente de seu trabalho. Segundo o mineiro, ele foi procurado por uma mulher que queria o divórcio do marido, mas parecia ainda muito ligada a ele.  Advogado acrescentou uma série de perguntas que a futura cliente deveria responder sobre o casamento(Foto: Reprodução/Facebook)“Tratava-se de um momento de conflito único e aquela decisão, ao meu ver, era precipitada! Mas quem sou eu pra interferir na vida alheia? Quem sou eu pra meter a colher na relação do casal? Quem sou eu pra julgar a decisão de ambos?”, escreveu Rafael na postagem. O advogado, então, pediu os documentos necessária à futura cliente, mas fez uma coisa inusitada: ele adicionou uma série de perguntas para que ela respondesse a si mesma sobre o casamento antes de voltar ao escritório. "Se após responder e analisar a situação com calma, longe do turbilhão de informações que estava lhe passando pela cabeça naquele instante, ainda assim resolvesse se divorciar, que bastava me trazer a documentação e eu botaria um fim naquela história!”, explicou Rafael em seu Facebook.Ele contou, em seguida, que o casal o procurou na quarta-feira (24), devolveu a anotação que ele havia acrescentado no pedido de documentos e agradeceu os conselhos. “Perdi a cliente, mas ganhei um casal de amigos. São coisas simples da vida que valem a pena”, finalizou Rafael. Advogado diz que tem sido chamado de "conselheiro" pelos vizinhos(Foto: Reprodução/Facebook)RepercussãoEm entrevista ao Jornal Extra, o advogado contou que tem recebido milhares de mensagens e emails pedindo conselhos. Ainda de acordo com o jovem, uma editora também o procurou para que ele escrevesse um livro sobre como salvar um casamento. Rafael, entretanto, confessa que achou o pedido um tanto exagerado. "Fui procurado por mais de 20 veículos de comunicação e fiquei realmente surpreso. Acredito nas coisas boas da vida e essas atitudes deveriam ser normais, e não ter essa repercussão toda", contou ao 'Extra'. O rapaz conta que passou a ser chamado de "conselheiro" pelos vizinhos em sua cidade, em Minas Gerais. Rafael contou ainda que se inspirou em seus pais, que já têm 30 anos de casamento, para escrever as perguntas à sua quase cliente. "Imagina se numa dessas crises minha mãe tivesse procurado um advogado que a aconselhasse o divórcio?", questiona.