"FIQUEI TREMENDO"

Idoso encontra R$ 60 mil enterrados em pote de sorvete; PF investigará caso

A quantia foi achada na casa comprada pelo aposentado. Imóvel pertencia à mãe de ex-secretário de saúde do Tocantins e ambos são investigados

  • Foto do(a) author(a) Rede Nordeste, O Povo
  • Rede Nordeste, O Povo

Publicado em 19 de fevereiro de 2024 às 17:26

Pote de sorvete com R$ 60 mil encontrado pelo idoso
Pote de sorvete com R$ 60 mil encontrado pelo idoso Crédito: Divulgação/Polícia Civil

O funcionário público aposentado Raimundo Soares Sobrinho encontrou uma quantia de R$ 59,9 mil enterrados em um pote de sorvete. Caso foi registrado no último sábado, 17, em Palmas, capital de Tocantins.

O dinheiro estava no jardim da casa comprada pelo aposentado em agosto de 2023. O imóvel pertencia a Inez Piva de Santana, mãe do ex-secretário de Saúde de Tocantins, Afonso Piva.

Raimundo conta que só teve contato com a antiga dona da casa no dia de assinar a transferência. Meses depois, a filha dele se mudou para a propriedade.

Nesse sábado, 17 de fevereiro, Raimundo decidiu fazer uma limpeza no quintal e avistou um saco preto enterrado atrás de alguns arbustos. Ao puxar, ele viu que havia um pote e, quando abriu, se deparou com maços de notas de R$ 100 e 50.

Ao encontrar o valor, o idoso acionou a polícia. "Tirei só a tampa, quando notei que era dinheiro, eu tampei e botei no mesmo local. Nem cheguei a tocar no dinheiro, não", afirmou Raimundo ao g1 Tocantins.

"Aí, retornei o pote para o mesmo local e entrei em contato com a polícia, exatamente para eles fazerem a investigação de onde foi que esse dinheiro surgiu. Eu me assustei bastante, fiquei até um pouco tremendo, muito nervoso ainda", completa.

Ex-proprietário do imóvel, Afonso Piva perdeu o cargo público no Tocantins no mesmo mês em que vendeu a casa. Piva é investigado pela Polícia Federal pela compra de 4 milhões de seringas no valor de mais de R$ 6,9 milhões.

Inicialmente, o achado dos 60 mil reais enterrados no jardim da residência foi registrado na Polícia Civil e o valor foi encaminhado para a perícia.

A investigação da ocorrência ficará a cargo da PF, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Ainda durante a tarde do sábado, 17, a PF esteve na propriedade em busca de mais indícios.

Apesar de não ter sido encontrado mais dinheiro, foram apreendidos vestígios de envelopes e objetos, não detalhados, que serão periciados.

O delegado Hayder Eduardo Martins Pereira foi o responsável pelas buscas na casa e apontou que o dinheiro pode ter relação com uma investigação em aberto, mas não detalhou quem são os investigados.

“Provavelmente tem ligação com investigação da Polícia Federal. A respeito disso eu não posso tecer maiores detalhes e o noticiante vai ser ouvido novamente na Polícia Federal para esclarecer os fatos. Essa investigação não faz parte da minha pasta de investigação, então, não consigo tecer maiores detalhes", disse o delegado ao g1 Tocantins.

A defesa de Inez Piva de Santana e Afonso Piva declarou que mãe e filho se manifestarão apenas perante a autoridade policial quando e se forem intimados.