Saraiva demite todos os funcionários e deve fechar últimas cinco lojas

Rede de livrarias está em recuperação judicial desde 2018

Publicado em 21 de setembro de 2023 às 10:35

Saraiva está em recuperação desde 2018
Saraiva está em recuperação desde 2018 Crédito: Thais Borges/Arquivo CORREIO

A rede de livrarias Sairava demitiu os funcionários que ainda trabalhavam na empresa na quarta-feira (20) e deve fechar suas últimas cinco lojas físicas do país. A informação foi divulgada pelo site especializado PublishNews.

A loja da Saraiva na região central de São Paulo já não abriu as portas nesta quinta. A empresa não se manifestou oficialmente sobre o assunto.

As lojas restantes da rede estão quatro no estado de São Paulo, sendo duas na capital e as outras em Santo André e Jundiaí, e uma em Campo Grande (MS). O site da livraria ainda funciona. Em Salvador, todas as lojas foram fechadas em 2020, depois de 13 anos da inaguração da primeira unidade.

Desde 2018 a empresa está em processo de recuperação judicial. O último balanço finaceiro da empresa, do segundo trimestre desse ano, mostra uma receita líquida de R$ 7,2 milhões nas lojas físicas. O valor representa queda de 60,2% comparando com período similar do ano passado.

A pandemia do coronavírus complicou a situação da empresa, que já vinha financeiramente ruim. Quando entrou em recuperação, a Saraiva itnha dívida de cerca de R$ 675 milhões.