SÃO PAULO

Vídeo: motorista e passageiros de ônibus salvam mulher de tentativa de estupro no meio da rua

Homem rendeu a vítima por trás e a obrigou a sair com ele

  • D
  • Da Redação

Publicado em 9 de novembro de 2023 às 12:44

Suspeito a abordou no meio da rua
Suspeito a abordou no meio da rua Crédito: Reprodução

Motoristas e passageiros de um ônibus salvaram uma mulher abordada por um homem que a rendeu com um objeto cortante em uma rua de São Paulo. O motorista disse que acreditou se tratar de uma briga e parou o veículo para averiguar a situação. Passageiros desceram também e ajudaram a mulher a se desvencilhar do agressor. 

O caso foi registrado como tentativa de estupro na 26ª Delegacia, em 23 de outubro. Cenas da câmera de segurança na Rua Dom Vilares, Vila das Mercês, mostram o episódio e foram divulgadas nessa semana. 

O homem que aparece nas imagens foi identificado pela polícia nesta quinta (9). Ele foi detido e levado para a delegacia para que a vítima possa fazer o reconhecimento, informou a Secretaria da Segurança Pública do estado. 

O motorista Paulo Sousa, de 64 anos, disse que notou quando o homem chegou abordando a mulher pelas costas, de maneira truculenta. "Era uma coisa bem estranha, até achei que era briga de casal no começo. Olhei bem e pensei: 'tem coisa errada aí'. Parei o carro e disse que a bolsa dela caiu. Ele chegou de um jeito brusco e fiquei parado com o ônibus, e perguntei se ela precisava de ajuda, e ela fez um gesto com as mãos de 'vem, vem'", contou ao G1.

A mulher, que tem 39 anos, contou que que estava indo trabalhar quando o homem a abordou com um objeto cortante e mandou que ela o acompanhasse. Ela disse que ele queria estuprá-la. Depois da intervenção do motorista e dos passageiros, o homem desapareceu do local rapidamente. "Ela entrou em pânico e ficou paralisada. Não conseguia falar. Só depois que ela falou que era um estuprador. Ele ainda disse que ela era mulher dele. No ônibus que ela disse nunca tinha visto ele", acrescenta o motorista.

O motorista conta que ele levou a vítima até a delegacia para o registro da ocorrência. "Ele estava seguindo ela já. Já sabia pra onde ia e o que ia fazer. Foi algo macabro, ia fazer o mal pra ela. Foi por Deus que a gente passou e viu."