Sub-presidente do Bahia explica saída de Soares e não confirma negociações com René Simões

Pedro Henriques falou sobre a mudança no comando do time e considerou a possibilidade de efetivar Charles Fabian

Publicado em 7 de outubro de 2015 às 11:48

- Atualizado há 10 meses

As coisas estão agitadas pelos lados do Fazendão. Sem vencer há cinco jogos e fora do G4 da Série B, o tricolor está também, sem treinador desde que demitiu o técnico Sérgio Soares após o empate contra o Paysandu, em Belém do Pará. No desembarque do delegação em Salvador, o sub-presidente, Pedro Henriques, falou sobre a mudança de comando no time. "O desempenho geral do Sérgio na avaliação da diretoria ao longo do ano é positiva. Título baiano, final da Copa do Nordeste, campanha na Série B, apesar das oscilações técnicas sempre se manteve no início da tabela. Já avaliávamos a queda de desempenho do time, futebol precisa de resultados, estamos na reta final da Série B , brigando ponto a ponto pelo acesso e entendemos que neste momento era melhor para o clube fazer a troca", Explicou o dirigente.  Sérgio Soares deixa o Bahia depois de comandar o time em 62 partidas em 2015 (Foto: Divulgação)"A diretoria tem a sua filosofia de trabalho, sua convicção, e tentou ao máximo manter o o Sérgio Soares porque ele já deu resultado e sabíamos que ele poderia dar resultado. O time vem em uma queda grande, nós apostávamos que poderia se reverter essa queda, mas percebemos que o melhor era mudar. Temos que avaliar não só jogo a jogo, mas todo o trabalho feito no primeiro semestre, o conhecimento pleno que ele tem do elenco. Agora temos um tempo maior para que o treinador que venha possa  efetivamente implantar a sua filosofia de jogo, o próximo jogo é apenas no sábado da próxima semana", afirmou Pedro Henriques. Apesar do longo tempo para o próximo confronto, a diretoria tricolor precisa agir rápido já que faltam apenas mais oito rodadas para o fim da segundona. Uma reunião no Fazendão está marcada para acontecer no início da tarde desta quarta-feira (7). Até que um novo nome seja anunciado, Charles Fabian assume o time de forma interina. Um dos especulados para o cargo é René Simões, que já passou pelo tricolor e este ano trabalhou em Botafogo e Figueirense. Pedro Henriques nega conversas com o treinador."Não vamos falar de nomes. Vamos ter uma reunião agora com o Marcelo (Sant'Ana), o Alexandre (Faria) e qualquer nome que tenha saído na imprensa é especulação. Charles é um profissional qualificado, tem identificação com o clube e é um nome. Vamos ter uma reunião, vamos tratar com calma, e assim que tiver novidades passamos para vocês", concluiu o cartola.     [[saiba_mais]]