Tiago Real afirma que o ambiente no clube melhorou após volta ao G-4

Depois de dois triunfos, tricolor voltou ao grupos dos quatro primeiros e aumentou probabilidade de acesso

Publicado em 23 de outubro de 2015 às 10:12

- Atualizado há 10 meses

Confiança, leveza e acesso. Duas rodadas mudaram o teor do discurso no Fazendão. As vitórias contra Oeste e Criciúma por 1x0 recolocaram o Bahia no G-4 da Série B e devolveram a confiança ao time. “O clima no futebol é muito direcionado aos resultados. A gente vem de dois triunfos e sem dúvida nenhuma o clima fica mais leve, fica bom”, afirmou Tiago Real.  “Sentimos que estamos nos aproximando do nosso objetivo e isso dá um ânimo muito bom. E o que nos dá uma confiança maior é que a forma de jogar melhorou bastante. A equipe está bem posicionada. Isso traz uma confiança muito grande pra nós nessa sequência, principalmente pra esses próximos três jogos”, disse o meia.Técnico Charles bateu um papo com o grupo no Fazendão (Foto: Felipe Oliveira/ECBahia)O posicionamento melhorou não apenas em campo, mas também na classificação após Charles Fabian assumir o time. Com 54 pontos, o Bahia é o terceiro colocado (antes era sexto). Na sequência citada por Real, o Bahia enfrenta Botafogo, Santa Cruz e ABC, sendo dois adversários diretos na briga pelo acesso. O jogo contra a equipe pernambucana só acontece no dia 7 de novembro, três dias antes do ABC, ambos na Fonte Nova. Antes o tricolor visita o líder da Série B, dia 31, no Engenhão. “A gente viu o último jogo deles (Botafogo), o exemplo do Ceará, que ganhou deles lá dentro (1x0). É uma equipe muito forte e técnica, mas que deixa jogar. O futebol do Rio é conhecido assim, como um futebol que deixa jogar e acho que temos grandes chances”, se estende Real. “Vamos trabalhar bem para ir lá e conquistar três pontos e aí sim voltar pra Salvador com dois jogos dentro da nossa casa pra praticamente concretizar o nosso objetivo”. Para Tiago Real a conta é simples: o Bahia precisa vencer os próximos três jogos para chegar a 63 pontos e comemorar o retorno à Série A antecipadamente. Mas tudo começa por bater o Botafogo. Antes de vencer Oeste e Criciúma, o Bahia teve 10 dias para treinar e terá o mesmo período para ajustar o time novamente.  “Vamos pegar mais as características do professor Charles, a forma como ele quer jogar”, pontua Tiago Real.TreinoOs jogadores que atuaram por mais de 45 minutos contra o Criciúma treinaram na academia ontem pela manhã, exceto o lateral João Paulo, que tratou o inchaço no tornozelo. Recuperado da lombalgia, o atacante Zé Roberto está em fase de transição e também participou do trabalho físico. Os outros atletas fizeram uma atividade técnica comandada por Charles no campo principal do Fazendão. O time voltou a treinar no turno da tarde, em atividade fechada à imprensa.