Com o retorno próximo, atacante Robert se diz um novo homem no Vitória

Atacante está recuperado de lesão e deve ser a novidade no duelo contra o Fluminense de Feira

Publicado em 23 de fevereiro de 2016 às 08:32

- Atualizado há 10 meses

Há um provérbio chinês que se tornou a principal inspiração do atacante Robert, que retorna aos gramados domingo, contra o Fluminense de Feira, após cinco meses sem atuar: “Espere com paciência, ataque com rapidez”, diz o provérbio. O ensinamento é simples, mas chega a ser uma lei na história do atleta no Leão. “O tempo passa e ficamos mais sábios e pacientes. Mancini conversou muito comigo e tive paciência de esperar minha hora. Se fosse há sete anos, já tinha feito um monte de besteiras, abandonado clube e brigado com meio mundo de gente. Desta vez, soube usar a cabeça e ser profissional”, lembra Robert, que teve poucas oportunidades em 2015. Foram apenas três jogos como titular.“Por muito menos, eu me irritei e joguei tudo pro alto. Lembro uma vez, quando atuava no Betis (da Espanha), o treinador me substituiu quase no final do jogo. Eu não queria sair. Me irritei muito, saí do estádio direto para o aeroporto. Comprei uma passagem e voltei pra Salvador. Com minha cabeça hoje, tinha dado uma surra em mim mesmo pelas besteiras que já fiz (risos)”, conta o centroavante.Anunciado por Mancini como novidade para o próximo jogo, Robert se prepara para enfrentar o Flu de Feira(Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)Quase um budista, Robert agora só pensa no presente, com sapiência. O centroavante admite que poderia ter tido mais chances na temporada passada, mas não culpa ninguém pelo banco de reservas em 2015.

“Eu gostaria de mais chances, óbvio. Até merecia. Por onde passei, sempre fui artilheiro e queria fazer isto aqui também. Porém, aprendi com Mancini que nós fazemos parte de um grupo e um clube não se resume a titular e reserva. Tentei ajudar de outras maneiras, como passando minha experiência aos mais jovens”, lembra, aos 34 anos.Como diz o provérbio chinês, a espera precisa ser com paciência, mas o ataque deve ser rápido e certeiro. Na partida contra o Jacobina, o técnico Vagner Mancini admitiu que a ausência de um atacante de área estava dificultando as coisas e apontou Robert como solução. Para o centroavante, muitos fatores estão contribuindo para que ele não falhe na chance que será dada domingo, em Pituaçu. “Na minha família, pai, mãe, cachorro e papagaio são Vitória. É todo mundo! A pressão é grande para ser artilheiro aqui. Em casa, meus quatro filhos pedem gol o tempo todo. Sem contar que meu contrato termina em maio. Preciso fazer merecer uma renovação. Para isto, só tem uma solução: fazer gol. Muitos gols...”.No Leão, Robert fez 11 jogos, mas apenas três como titular. Marcou dois gols, sendo um na estreia, em um Ba-Vi no Barradão, pela Série B.Folga Ontem foi dia de folga no elenco. O lateral-direito Maicon Silva, que saiu do jogo de domingo sentindo dor na virilha, será reavaliado hoje. Além do retorno do atacante Robert, Leandro Domingues também pode finalmente reestrear no clube. Ele foi vetado na véspera da última rodada. Já Victor Ramos ainda aguarda liberação do time mexicano Monterrey para assinar com o rubro-negro.