Em Maceió, Vitória tem missão de vencer o CRB e parar o artilheiro da Série B

Aos 32 anos, Zé Carlos já marcou 15 gols na segundona e é o principal risco da defesa rubro-negra

Publicado em 23 de outubro de 2015 às 10:03

- Atualizado há 10 meses

A semana rubro-negra tem sido de alerta. O técnico Vagner Mancini tem reforçado diariamente a necessidade de manter os pés no chão para o Vitória dar mais um passo rumo à Série A amanhã, quando a equipe enfrenta o CRB, às 16h30 (TV Bahia), em Maceió.  Exigência reforçada para o Leão não cair na armadilha do conforto pelo fato da equipe alagoana, com 43 pontos, não ter mais ambições no campeonato. Mesmo tranquilo, o CRB é perigoso, principalmente com Zé Carlos, ou Zé do Gol, como também é conhecido o artilheiro da Série B, com 15 gols. Autor de gol contra o Paraná, Kanu terá que frear o artilheiro Zé Carlos (Foto: Arisson Marinho/Correio)Pelo discurso afinado, o sistema defensivo do Vitória está muito atento para não vacilar com o camisa 9 no Rei Pelé. “Sabemos que vamos jogar com um atacante que deixa qualquer zagueiro preocupado. O Zé do Gol, como chamam, é muito perigoso. Eu acompanho ele há algum tempo. Além disso, estamos jogando com um CRB que é um time que não briga por nada e isso é muito arriscado. Tem que dobrar a atenção”, tem ciência Kanu, mais uma vez titular do miolo de zaga ao lado de Ramon. A preocupação é tanta que Mancini tem aproveitado os treinamentos para passar, em detalhes, a movimentação do atacante. “Ele (Mancini) passou informações sobre peças importantes, inclusive sobre o Zé Carlos, que é um atacante que sabe fazer gols, incomoda. Temos que estar atentos à equipe deles, que tem jogadores mais velhos. Não é um time tão veloz, mas sabe trabalhar a bola”, comenta o lateral-direito Diogo, de volta à equipe depois de cumprir suspensão no empate por 1x1 com o Paraná, sexta passada, na Fonte.Jorge Wagner Mancini comandou um treino fechado, ontem à tarde, em Pituaçu e finaliza a preparação da equipe hoje pela manhã no Barradão. Sem Pedro Ken, suspenso, a tendência é que Jorge Wagner inicie o jogo. Assim sinalizou Mancini no coletivo de quarta-feira. Rhayner, outro que cumpriu suspensão, está de volta.