Franquias crescem com a economia low touch; entenda o fenômeno

A pandemia acelerou os negócios que se utilizam dos canais digitais para vender

Publicado em 16 de novembro de 2020 às 06:00

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Shutterstock/reprodução

Com nove lojas no estado, sendo três em Salvador, uma em Lauro de Freitas e as outras distribuídas nos municípios de Ilhéus, Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e Barreiras, a Depyl Action Franchising não conheceu o conceito de crise durante o período da pandemia. De acordo com a CEO da empresa Danyelle Van Straten, mesmo com as lojas fechadas, eles implantaram canais de compras online com vouchers promocionais para uso pós abertura das lojas e/ou para uso em atendimento Home Care.

Na verdade, a perspectiva de manter um fluxo de capital independente do contato direto entre clientes e vendedores, a chamada economia low touch, é um modelo de negócios que vem crescendo exponencialmente nos últimos anos e, após a pandemia do novo Coronavírus, foi  assimilada também pelo mercado de franquias. 

Para a representante da Depyl, o mundo digital facilita a vida das pessoas, tornando tudo mais acessível e a pandemia acelerou esse processo de transformação. “Outra onda de aceleração vai ocorrer com a internet 5G e, a partir daí, vamos perceber que não podemos mais viver sem estarmos conectados. Mas, é importante falar que tudo isso existe em função das pessoas. Devemos estar sempre no centro e o digital deve ser um meio para facilitar as nossas vidas, e nunca o fim”, completa.  Danyelle Van Straten comemora os resultados da chamada economia low touch e diz como o segmento dos cuidados pessoais avançou no período (foto: Divulgação) No universo das franquias muitos exemplos de diversificação de canais surgiram na economia low touch, a exemplo das plataformas de e-commerce e marketplaces. “Mesmo na pandemia, aqui na Depyl Action, inauguramos 2 novas unidades: uma em São Paulo (Jardins) e outra no Rio de Janeiro (Ipanema). Ambas preparadas para atender os clientes com todo o cuidado necessário, seguindo protocolos de higiene, assepsia e segurança. Ou seja, mesmo com todas as limitações postas pelo Covid-19 seguimos firmes, o que nos alegra para seguir crescendo no próximo ano”, comemora Danyelle.

Crescimento na crise

O diretor executivo da Feira Virtual de Franquia e especialista em franchising Ricardo Branco reconhece que, no início da pandemia, o mercado de franquia sofreu até começar a se ajustar, no entanto, alguns segmentos nem sentiram e acabaram sendo impactados de forma positiva pela situação encontrada, adversa do que vinha acontecendo anteriormente. “O crescimento de algumas chegou a ser expressivo a ponto de aumentar 50% a 60% no seu faturamento, atingido picos elevadíssimos da demanda na compra impulsionada pela Internet”, afirma Branco. Ricardo Branco reconhece que o mercado de franquia sofreu até começar a se ajustar e que segmentos acabaram sendo impactados de forma positiva (Foto: Divulgação)

Ele salienta que vários modelos foram implantados e as marcas criaram soluções muito criativas que foram depois adotadas por outras dezenas de marcas para poder desovar todo seu estoque: Drive Thru, venda porta a porta, delivery e venda através da internet. “Pudemos observar que o crescimento foi muito grande nas áreas de alimentação (delivery ), aplicativos para plataformas de e-commerce , beleza e saúde especialmente a área farmacêutica, sistemas automotivos e em especial franquias de limpeza”, esclarece, ressaltando que as microfranquias ganharam impulso devido aos valores mais flexíveis, facilidades e trabalho em home office.

Ricardo Branco explica que, na verdade, a economia low touch ajudou muitas marcas a expandirem e que o prejuízo chegou para aquelas que dependiam do contato direto e que não tinham uma plataforma de e-commerce. “As lojas de varejo em shopping, com certeza, foram as mais afetadas. Por outro lado, os dados apresentados pelo próprio Google demonstram que o crescimento impulsionado pela compra na internet cresceu muito em relação ao ano anterior, ultrapassando quase o dobro em termos de resultado e a expectativa para o momento da Black Friday é ainda maior”, destaca.

Investimentos

Para quem deseja investir em franquias, a hora é agora, pois muitas redes decidiram oferecer diversos tipos de benefícios como: descontos na taxa de franquia, isenção de royalties e taxa de propaganda. “Além disso, o mercado de franquias conta com as nanofranquias que são de valores de R$ 3 mil até R$ 20 mil, o que dá condição para muita gente poder realizar o sonho de empreender”, reforça Branco.  A Associação Brasileira de Franquias mostrou, inclusive, que os segmentos que mais se destacaram no modelo de microfranquias (franquias com investimento inicial de até R$ 90 mil) são Limpeza e Conservação, Serviços e Outros Negócios. “Em função do baixo investimento, a procura por microfranquias não para de crescer: houve aumento de 14% nos meses de maio, junho e julho em relação aos meses anteriores”, pontua Danyelle Van Straten. 

Vale salientar que a Bahia é vista com grande potencialidade pela franqueadoras por ser o melhor estado do Nordeste em população, consumo e fácil logística e distribuição, possibilitando a interiorização, fato que amplia o maior atrativo pelas marcas. “A área de alimentação continua sendo um atrativo grande, seguida dos segmentos de limpeza e conservação, setor automotivo e franquias de produtos de Beleza, plataformas de trabalho Home Office. No momento, o segmento de turismo começa novamente a despontar com índices de crescimento”, garante o diretor executivo da Feira Virtual de Franquia.

Passo a passo

Pesquise e escolha a franquia desejada;

Avalie seu perfil ao negócio proposto, observe todos os critérios de investimento e se está preparado para isso;Lembre que, apesar da franquia ser um modelo testado e aprovado, é um negócio como outro qualquer e existem todas as atenuantes de mercado;

O mercado de franquias é o único que apresenta crescimento constante; A franquia é testada e aprovada, tem um universo de marcas consolidadas, conhecidas e que darão um respaldo muito grande;

Para ser franqueado é preciso saber respeitar regras.

Informações: www.feiravirtualdefranquia.com.br