Relato: Vagas temporárias do fim de ano podem ser solução para desempregados

Dulcineia está desempregada há 2 anos

Publicado em 18 de setembro de 2017 às 06:00

- Atualizado há 10 meses

Dulcineia de Freitas Amorim, desempregada há dois anos.Isso pode me ajudar até o momento em que eu consiga algo de carteira assinada "Tenho 36 anos. Há dois, nasceu o meu filho menor e fui demitida do trabalho de serviços gerais. Além disso, fiz uma cirurgia de mioma no útero e precisei ficar parada por seis meses. Até agora estou desempregada. Tenho a ajuda de R$ 175 do meu ex-marido e também recebo Bolsa Família, é isso o que sustenta a mim e minha família. Quando fica mais difícil, o meu pai me ajuda na alimentação dos meninos, já que ele mora perto de mim. Hoje vivo com os meus três filhos (2, 8 e 16 anos) em uma casa de favor, emprestada pelo meu cunhado até que eu comece a trabalhar. Mesmo com experiência como copeira, recepcionista e auxiliar de serviços gerais, está difícil encontrar algo, mas creio no meu Deus que vou conseguir pelo menos uma vaga temporária de fim de ano. Isso pode me ajudar até o momento em que eu consiga algo fixo, de carteira assinada. Me dedicando também posso ter a chance  de ser efetivada."