Yan Ping completa 40 anos promovendo a milenar gastronomia chinesa em Salvador

Além de uma repaginação na unidade da Pituba e a expansão para praças de alimentação dos shoppings, marca amplia cardápio com novas criações

Publicado em 4 de julho de 2021 às 05:00

- Atualizado há 9 meses

. Crédito: Divulgação

Lá pelos idos dos anos 1980, muito antes da febre da culinária japonesa invadir Salvador, a comida chinesa atraía uma legião de fãs que, aos finais de semana, costumavam formar filas nas portas dos restaurantes em busca do Rolinho Primavera, Frango e Porco Xadrez com Castanha, Arroz Chop Suey, Carne Desfiada com Cebola, ou um prato que misturava tudo isso, o famoso Família Feliz, dentre outros clássicos. Tudo regado a generosas doses de molhos shoyo e agridoce. O segredo do sucesso sempre foi resultado das fartas porções e do preço que, em se tratando de restaurante, sempre coube em vários tamanhos de bolsos. (Divulgação) Um clássico: frango xadrez e arroz chop suey Os tempos mudaram, a cidade se rendeu aos sushis e sashimis que viraram a bola da vez – a ponto de a maioria dos próprios restaurantes chineses incorporá-los aos seus cardápios – mas os tradicionais chineses continuam no páreo ajudando a compor a diversidade gastronômica da capital. 

Um deles é o Yan Ping, que nasceu do árduo trabalho de uma família de imigrantes chineses que se estabeleceu em Salvador no final da década de 1960 e que viria abrir as portas, em 1981, na Barra.  Dois anos depois, foi a vez do bairro da Pituba receber, com pompa e circunstância, sua segunda unidade instalada num enorme casarão na Avenida Paulo VI, que ganhou um belo projeto arquitetônico de inspiração oriental. O sucesso foi tão grande que, nos finais de semana, a extensa avenida tinha o trânsito travado.  (Divulgação) Carne desfiada com cebolas: um dos carros-chefe do cardápio Hoje, as filas de carros já não mais as mesmas, mas a marca, que este ano completa 40 anos, permanece firme celebrando a data com uma repaginação da casa da Pituba assinada pela arquiteta Wu Wan Len, que incorporou novos elementos decorativos e um novo mobiliário para deixar o ambiente mais moderno e aconchegante. 

As novidades e sofisticações também se estenderam ao cardápio que ganhou novos pratos das cozinhas orientais como o Camarão Thai, preparado ao creme de morango com queijo, alho poró empanado, batata palha e raspa de limão; o Salmão Shangai, feito ao molho de vinho com uvas roxas; a Tilápia Bangkok, cozida na folha de couve ao molho de manga com azeitonas, servido acompanhado de arroz com brócolis, legumes e manga grelhada; e até uma coxinha batizada de vulcão para o público vegetariano.  (Divulgação) Camarão Thai preparado com creme de morango e queijo Passadas quatro décadas, o sabor e o tamanho das porções dos pratos tradicionais continuam os mesmos. Clássicos como o frango e o porco xadrez com castanha, por exemplo, continuam sendo os preferidos da clientela. 

Mas outras coisas mudaram nos últimos anos. A matriz na Barra, por exemplo, fechou as portas dando inicio a expansão da marca no modelo fast food para os shoppings da cidade, mas o cartão de visitas, o casarão da Pituba - agora está mais bonito e teve o salão ampliado para 200 m², onde continua operando in loco e com os serviços de delivery e take away. (Divulgação) Yakissoba misto: carne e camarão A enorme variedade de ingredientes e as muitas maneiras de preparação dos pratos fazem da cozinha chinesa uma das mais ricas do mundo. País com uma população gigantesca - estima-se que existam mais de 10 mil pratos espalhados pelas cerca de 20 cozinhas regionais diferentes – a gastronomia chinesa sofreu muitas variações para se adaptar às culturas locais.  (Divulgação) Tilápia na folha de couve Mas pelo menos duas coisas são unanimidades em todos os lugares onde se estabeleceu: a harmonia entre os sabores fundamentais, que são o azedo, salgado, amargo e doce; e as diferentes maneiras de cozinhar. No vapor, na grelha, ou na fritura, tudo isso aliado a uso de muitos condimentos e especiarias. Seja lá a forma que for preparada, difícil mesmo é resistir a essa cozinha que definitivamente está entranhada na cultura dos baianos.  (Divulgação) Yan Ping da Pituba foi todo reformado Serviço: Yan Ping Delivery -  Tel. 71 3172-7999  @yanpingrestaurante