Marcos Pasquim revela ter sofrido síndrome do pânico quando vivia protagonista de novela

" Foi um período de muito trabalho e estresse"

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 30 de abril de 2024 às 16:07

Marcos Pasquim
Marcos Pasquim Crédito: Reprodução

O ator Marcos Pasquim revelou que enfrentou síndrome do pânico enquanto gravava a novela Kubanacan e durante a produção da minissérie O Quinto dos Infernos, ambas produções da Rede Globo. Pasquim compartilhou suas experiências durante uma entrevista no programa Sem Censura, da TV Brasil, nesta segunda-feira, 29.

"Eu fiz Kubanacan inteiro com síndrome do pânico. Na metade de O Quinto dos Infernos eu tive crise de pânico. Eu me tratei, fiquei quatro anos tomando remédio. Depois eu fui desmamando dos remédios e hoje eu não uso mais nada. Mas foi por causa do excesso de trabalho. A gente trabalhava demais. Era muita coisa", revelou o ator.

Quando questionado sobre se a pressão da mídia e a exposição aos paparazzi teriam influenciado seu estado, Pasquim esclareceu: "É tudo junto. Foi um período de muito trabalho e estresse".

Kubanacan foi uma novela de sucesso exibida pela Rede Globo entre 2003 e 2004, conhecida por seu estilo inusitado e ambientação que misturava elementos de várias culturas latino-americanas. Marcos Pasquim interpretou o protagonista Esteban, um homem misterioso que chega a uma pequena república fictícia sem memória de seu passado. A trama era marcada por reviravoltas e um tom de comédia e aventura.