III ESG FÓRUM

O que fez do Pará exemplo em boas práticas?

Governador Helder Barbalho explica momento de transição sustentável do estado

  • Foto do(a) author(a) Millena Marques
  • Millena Marques

Publicado em 23 de maio de 2024 às 00:11

Governador Helder Barbalho
Governador Helder Barbalho Crédito: Ana Lúcia Albuquerque/CORREIO

Em 2020, o Pará lançou o plano estadual de bioeconomia, o primeiro do tipo construído por um ente público no país. Hoje, o plano do estado subsidia o plano nacional do tema, que está sendo confeccionado. "Isso é para que nós possamos fazer com que os conhecimentos ancestrais, dos indígenas e quilombolas - que sabem fazer da copaíba, por exemplo, um fármaco para curar eventualmente uma gripe - impulsionem a indústria de cosméticos, de fármacos, de bioalimentos, incrementando a atividade econômica do estado”, explica o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), no primeiro dia do III ESG Fórum, nesta quarta-feira (22).

De acordo com Helder Barbalho, o Pará fez uma escolha de sair de um cenário devastador de florestas para um estado que faz a transição para um modelo de sustentabilidade. Para isso, um dos pontos essenciais implementados pelo estado é o combate à ilegalidade ambiental. “Temos muito trabalho ainda a ser realizado, mas fazemos uma opção de valorizar a floresta, para que a floresta viva possa valer mais do que a floresta morta”, explica.

Segundo o governador, houve o incremento de 75% da floresta nativa nos últimos anos. Além disso, o novo momento do estado é de preservação das vocações da produção de alimentos e da produção minerária. “Fizemos isso para que esta região, este território, possa ter valor para a preservação ambiental, mas possa gerar valor criando empregos verdes, gerando uma nova economia, trazendo desenvolvimento sustentável”, afirma.

Helder Zahluth Barbalho é natural de Belém, nascido em 18 de maio de 1979, casado com a advogada Daniela Barbalho e pai de três filhos. Formou-se em Administração pela Universidade da Amazônia e é pós-graduado com MBA Executivo em gestão pública pela Fundação Getúlio Vargas. Em 2018, elegeu-se governador do Pará, sendo reeleito em 2022 em 1° Turno com mais de 70% de votos, sendo o governador proporcionalmente mais votado do Brasil.

Atualmente, é o presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável dos Governadores da Amazônia Legal, reeleito por unanimidade de votos. Foi ministro da Pesca e Aquicultura, ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos e ministro da Integração Nacional.

O III ESG Fórum Salvador é um projeto realizado pelo Jornal Correio e Site Alô Alô Bahia com o patrocínio da Acelen, Alba Seguradora, Bracell, Contermas, Grupo Luiz Mendonça - Bravo Caminhões e Ônibus e AuraBrasil, Instituto Mandarina, Jacobina Mineração - Pan American Silver, Moura Dubeux, OR, Porsche Center Salvador, Salvador Bahia Airport, Suzano, Tronox e Unipar; apoio da BYD | Parvi, Claro, Larco Petróleo, Salvador Shopping, SESC, SENAC e Wilson Sons; apoio institucional do Sebrae, Instituto ACM, Saltur e Prefeitura Municipal de Salvador e parceria do Fera Palace, Happy Tour, Hike, Hiperideal, Ticket Maker, Tudo São Flores, Uranus2, Vini Figueira Gastronomia e Zum Brazil Eventos.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro e da subeditora Monique Lôbo