De volta às origens: no último dia de Carnaval, Carlinhos Brown homenageia a África

"Cantar com muito amor e muito respeito esta cidade miscigenada”, afirmou Brown

Publicado em 10 de fevereiro de 2016 às 16:24

- Atualizado há 10 meses

Quem esteve no Circuito Barra Ondina na terça-feira (9) pode até ter confundido o som do kuduro angolano com o ritmo da música baiana, mas sentiu na pele a origem de onde vem tanta mistura.

“Somos um povo mestiço e estamos fazendo uma homenagem à África trazendo um som muito especial para as pessoas. Por isso, nós vamos cantar com muito amor e muito respeito esta cidade miscigenada”, afirmou o cacique Carlinhos Brown que seguiu no comando da Caetanave e do Camarote Andante no último dia de Carnaval. (Foto: Mauro Zaniboni/Ag Haack/Agecom)VEJA TUDO O QUE ESTÁ ROLANDO NO CARNAVAL

Brown dividiu o circuito com o cantor angolano Yuri da Cunha e o grupo As Afrikanas, formado pelas cantoras Cilana, Serafina, Cleyde e Jandira. “A mistura de Angola com a Bahia deu certo desde o principio do mundo”, ressaltou o cantor Yuri. Para as meninas, estar na Bahia pela primeira vez é uma experiência incrível. “Está sendo muito bom. A Bahia nos recebeu com muito carinho e alegria”, completou Cleyde.A cantora Paula Sanffer, team Brown na última edição do programa The Voice, também foi uma das convidadas do Cacique do Candeal, que embalou o folião ao som de No Woman no Cry. “Cantar com Brown na Bahia é mais um sonho sendo realizado. É forte e gratificante”, disse. Ainda durante o percurso, Carlinhos Brown relembrou sucessos e mostrou que leva jeito para dançar o kuduro angolano. “A ginga vem de dentro da gente. A cultura de Angola está presente em tudo. É um povo irmão”, acrescentou o cacique.

BAIXE O FAROL: O APLICATIVO QUE VAI TE GUIAR NO CARNAVALAntes de chegar em Ondina, Brown voltou a afirmar que o axé não passa por uma crise. “O Axé está espalhado pelo Brasil, como é que ele está em crise? Mais respeito com o nosso movimento porque a gente é vanguarda”, ressaltou. Para ele, o Descidão Bateria Sustentável – que levou este ano para o Carnaval - é mais uma prova da capacidade que a música tem de inovar e se renovar. “Como eu não vou no Arrastão, vim de Descidão. A rua é o nosso lugar”.E o cantor mais uma vez surpreendeu ao se encontrar com 200 percussionistas e 20 sopros, próximo ao final do circuito. “O Descidão é um Ajaiô para todo mundo do jeito que o povo gosta”.  Mal chegou a Quarta-feira de Cinzas, o cacique já planeja a folia que deve colocar na rua no próximo ano. “Terça-feira a gente começa a ensaiar para o Carnaval de 2017”. Lázaro Ramos na pele de Mister Brau (Foto: Dilson Silva/AgNews)Gravação de Mister BrauO último dia de Carnaval foi palco para a gravação de cenas da nova temporada do programa Mister Brau, da Rede Globo. Os atores Lázaro Ramos, Taís Araújo e Luiz Miranda acompanharam a saída do Camarote Andante com o cantor Carlinhos Brown na noite de na terça-feira (9) no Farol da Barra. 

Juntos, o Brau da ficção e o Brown de verdade cantaram Água Mineral e no embalo, emendaram outros sucessos do cacique do Candeal. “Estou exausto. É muito cansativo. Eu não sei como Brown tem tanta energia. Era só pra cantar uma música e ele me colocou para cantar cinco. Mas foi massa”, disse o ator Lázaro Ramos após a participação. A produção do programa além de gravar mais cedo no trio de Cláudia Leitte, fez imagens também no Camarote Expresso 2222.