Na pele de Mister Brau, Lázaro Ramos rouba a cena e abre arrastão de Salvador

Logo depois da filmagem de Mister Brau, foram os convidados de Ivete Sangalo que comandaram o arrastão

Publicado em 10 de fevereiro de 2016 às 10:21

- Atualizado há 10 meses

Sem Ivete Sangalo, quem roubou a cena na grande ressaca do Carnaval de Salvador, na manhã desta quarta-feira (10), foi o ator baiano Lázaro Ramos. Na pele do personagem Mister Brau, da TV Globo, o ator gravou uma cena para a série no início do percurso do arrastão e animou o público cantando uma música de Tim Maia, mesmo debaixo de chuva.Lázaro Ramos na pele de Mister Brau (Foto: Dilson Silva/AgNews)Após a filmagem de Mister Brau, foram os convidados de Ivete Sangalo que comandaram o arrastão. A voz mais marcante é a da Carla Cristina, que cantou as músicas "Levada Louca" e "Pra Frente".  Também participam em cima do trio as cantoras Ju Moraes, Mari Antunes, a banda Duas Medidas, Rodrigo Torres, da banda Torres da Lapa, e o ex participante do The Voice Kids Lucas.

A festa começou logo depois das 10h, no Farol da Barra. Atrás da equipe montada por Ivete, saem outros dois trios com Psirico e Daniel Vieira - que participa pela terceira do arrastão. Com ele estão os convidados Igor Kannário, a banda Vingadora, Tierry e o Araketu.

VEJA TUDO O QUE ESTÁ ROLANDO NO CARNAVAL 

BAIXE O FAROL: O APLICATIVO QUE VAI TE GUIAR NO CARNAVAL

Atrás da equipe montada pela baiana, sairão outros dois trios com Psirico e Daniel Vieira - que participa pela terceira do arrastão. Com ele estão os convidados Igor Kannário, a banda Vingadora, Tierry e o Araketu.

AusênciaPor conta de uma virose, Ivete Sangalo não participou do arrastão. Esse seria o último ano da cantora na tradicional ressaca do Carnaval de Salvador.  Na noite desta terça-feira (10), ela se apresentou no camarote Parador, em Recife (PE) e, logo depois, apresentou um quadro viral.

Quem também está de fora da festa da Quarta de Cinzas é o idealizador do Arrastão, Carlinhos Brown. Segundo ele, o arrastão precisa se transformar. "Deixei isso para os meus colegas", afirmou o cacique do Candeal, sem dar mais explicações sobre o que teria lhe motivado a deixar esse momento da festa que foi criado por ele.