Capixaba

  • Item 1
  • Item 2
  • Item 3
  • Item 4
Capixaba
Polícia

Acusado de agredir namorada, vice-presidente da TUI se afasta do cargo

Organizada divulgou nota em que diz que medida definitiva só será tomada depois de decisão judicial

Salvador
Publicado em 17/11/2023 às 15:20:54
Vice-presidente da TUI é acusado de agressão pela namorada
Vice-presidente da TUI é acusado de agressão pela namorada. Crédito: reprodução/ TV Bahia

A Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI) divulgou nota nesta sexta-feira (17) informando que o vice-presidente Diego Mascote, acusado de agredir a namorada, resolveu se afastar do cargo enquanto acontece a investigação.

No texto, a TUI afirma que se trata de um "assunto pessoal", sem "nenhuma relação com a Instituição". Diz ainda que o diretor se apresentou às autoridades com seu advogado e provas para comprovar sua inocência.

"Mesmo sendo um caso pessoal, o envolvido tem cargo de liderança dentro da Torcida, então resolvemos ouvi-lo em reunião com a diretoria. Após apresentar seus fatos e provas, Diêgo decidiu se afastar, momentaneamente, de suas obrigações na Torcida, até que sua defesa seja analisada e a justiça seja feita", conclui o texto. Uma medida definitiva será tomada quando houve decisão judicial sobre o caso, acrescenta a TUI.

Caso

O vice-presidente da Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI), do Esporte Clube Vitória, conhecido como Diego Mascote, é acusado de agressão pela namorada, Pabline Rocha, 24 anos. A denúncia foi registrada por vizinhos do casal no último domingo (12), quando as agressões aconteceram.

A Polícia Militar informou que foi acionada durante a madrugada para apoiar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no atendimento a uma mulher vítima de agressão, na Rua Agnaldo de Azevedo, em Stella Maris.

Ainda segundo a PM, Pabline recebeu os primeiros socorros no local e depois foi encaminhada para um hospital de Salvador. Os policiais realizaram uma ronda para tentar encontrar Diego, mas o suspeito não foi localizado e ninguém foi preso.

O casal estava junto há cinco anos e, segundo Pabline, não foi a primeira vez que ele a agrediu. Ela sofreu uma fratura no rosto e está com hematomas no olho direito, provocados por socos, empurrões e chutes desferidos por Diego.

Pabline também afirma que as agressões foram provocadas por ciúmes. Depois que ela e Diego Mascote saíram para um bar, ele teria sentido ciúmes quando ela emprestou o celular para o namorado da prima.

"Foi uma das várias agressões, só que dessa vez foi muito mais pesada. Ele estava descontrolado e eu tentei me defender, mas é impossível medir forças com um homem", contou Pabline, em entrevista à TV Bahia. A vítima já recebeu alta do hospital na última segunda-feira (13).

A reportagem entrou em contato com o advogado de Pabline, Robson Amorim, por mensagem e telefone para tentar conversar com a vítima e saber se ela solicitou medida protetiva contra Diego Mascote, mas não houve retorno até a publicação desta matéria.

28°C
Salvador, BA - Brasil