SÉRIE A

Fortaleza sai na frente, mas perde embalo e só empata com o Botafogo

Em jogo repleto de cartões amarelos, Leão do Pici abre o placar com Pochettino, mas Diogo Barbosa iguala ainda no primeiro tempo

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 12 de maio de 2024 às 19:20

Fortaleza e Botafogo ficaram no 1x1 no Castelão
Fortaleza e Botafogo ficaram no 1x1 no Castelão Crédito: João Moura/FEC

Vindo de goleada para o Potosí e há quatro jogos sem ganhar, o Fortaleza queria desencantar neste domingo. Diante do Botafogo, a equipe até saiu na frente. No entanto, os donos da casa diminuíram o ritmo e permitiram a reação dos cariocas, que chegaram ao empate de 1x1 em pleno Castelão, pelo Campeonato Brasileiro.

Em jogo repleto de cartões amarelos, o Fortaleza saiu na frente logo aos dez minutos com um gol marcado por Pochettino. Quando tudo indicava que o time cearense iria emplacar mais um triunfo, Danilo Barbosa igualou o marcador já no final do primeiro tempo

O resultado mantém a equipe cearense invicta no Nacional (uma vitória e cinco empates). O time do técnico argentino Juan Vojvoda chegou aos 7 pontos. Do outro lado, o Botafogo entrou em campo para permanecer entre os primeiros. E conseguiu ao ir para os 10 pontos.

No jogo, o time da casa se aproveitou das falhas defensivas do rival para estufar logo a rede. Aos 10, Breno Lopes lançou Pochettino, que partiu com a bola até a entrada da área, chutou forte, o goleiro John chegou a espalmar, mas a bola entrou.

Aos 17, mais pressão. O zagueiro Kuscevic lançou Marinho, que foi até a linha de fundo e tocou para trás. Renato Kaizer chutou, a bola passou pelo goleiro John Victor, mas parou em Alexander Barboza, que salvou quase em cima da risca.

O Botafogo, porém, mesmo precisando empatar, não mostrou efetividade. Teve mais domínio de bola, mas criou quase nada ofensivamente. O gol de empate saiu em um raro momento em que a defesa do Fortaleza ficou desconstruída.

Aos 40, Romero cobrou escanteio da direita e Danilo Barbosa subiu mais que a zaga rival e acertou o canto direito: 1 a 1 e festa para os jogadores do Botafogo que conseguiram empatar antes do final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Botafogo voltou com a mesma formação, mas visivelmente com outra movimentação tanto defensiva como ofensivamente. O comportamento fez a equipe carioca ser mais perigosa, mas não o suficiente para virar o placar.

As equipes arriscaram mais de fora da área e não tiveram vergonha de cometer faltas duras. No total, dez jogadores levaram cartão amarelo. Só nos acréscimos que os times acordaram e criaram as melhores chances. No caso do Botafogo parou no goleiro e na falta de pontaria.

O Botafogo volta a campo na quinta-feira contra o Universitario, do Peru, pela Libertadores. Pelo Nacional, vai receber o Corinthians, no domingo.

O Fortaleza vai até Buenos Aires para enfrentar o Boca Juniors pela Sul-Americana, na quarta-feira. No Brasileiro, jogará na capital cearense contra o Athletico-PR no sábado.