Jornal divulga suposta foto de meia do Huracán com pé amputado após acidente; imagem forte

Médico do clube argentino confirmou a amputação de dedos do meia Toranzo, mas presidente do clube nega

Publicado em 11 de fevereiro de 2016 às 09:56

- Atualizado há 10 meses

A delegação do clube argentino Huracán passou por maus momentos depois de conseguir a classificação para a fase de grupos da Libertadores no duelo sobre o Caracas, da Venezuela. Quando seguia em direção ao aeroporto da capital venezuelana, o ônibus em que os jogadores e comissão técnica estavam teve um problema no freio e capotou. Três pessoas que estavam no veículo precisam ser socorridos para o hospital, mas sem risco de morte. O quadro mais grave parece ser o do meia Patrício Toranzo, de 33 anos. O médico do clube, Fernando Locasso, chegou a afirmar que o jogador havia amputado parcialmente quatro dedos do pé. A informação foi negada logo em seguida pelo presidente do Huracán, Alejandro Nadur. O cartola chegou afirmar que Toranzo vai estar em campo na partida contra o San Lorenzo, no fim do mês. Ônibus que levava a delegação do time argentino virou na Venezuela (Foto: AFP)Porém, o jornal espanhol 'AS' publicou foto do que seria o pé de Toranzo com os quatro dedos amputados. Além do meia, o atacante Diego Mendoza, que marcou o gol da classificação sobre o Caracas, passou por cirurgia para retirar pedaços de vidro do tornozelo direito. Já o preparador físico, Pablo Santaella, sofreu fratura na bacia. "Tivemos muita sorte. Não imagino tudo o que viveram os jogadores, corpo técnico e colaboradores nesse ônibus. Isso será uma recordação feia e uma experiência vivida. Estamos esperando porque querem voltar todos juntos. Amanhã (quinta) às 18h (hora local) estaremos saindo de Caracas", disse Nadur. IMAGEM FORTE Foto: Reprodução