Jessica Lima perde para campeã mundial e fica com a prata no Grand Slam de Antalya

Brasileira foi derrotada pela canadense Christa Deguchi

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 29 de março de 2024 às 14:11

Jessica Lima
Jéssica Lima perdeu a chance de ficar com o ouro no primeiro dia de competições na Turquia Crédito: Divulgação/Federação Internacional

Numa luta definida somente no Golden score, a brasileira Jéssica Lima perdeu a chance de ficar com a medalha de ouro no primeiro dia de competições no Grand Slam de Antalya de judô, ao ser derrotada pela canadense Christa Deguchi, atual campeã do mundo na categoria até 57 quilos.

O duelo foi marcado pelo equilíbrio com as duas judocas se defendendo muito bem das tentativas de golpe. A definição precisou de um Golden Score quando, num descuido da brasileira, Deguchi conseguiu aplicar um ippon e conquistar a medalha.

Este foi o décimo título de Grand Slam da canadense, que entrou para o tatame como franca favorita. No retrospecto entre as duas competidoras até a final, a vantagem era toda de Deguchi. Em três confrontos disputadas até aqui, foram três vitórias para Christa Deguchi.

No caminho para chegar na briga pelo ouro na Turquia, Jéssica fez excelente campanha. Passou pela panamenha Kristine Jimenez, venceu a italiana Thauany David Cappani Dias, derrotou a alemã Seija Balhaus e ainda superou a chinesa Cai Qi

Neste primeiro dia de competições no Grand Slam de Antalya de judô, na Turquia. Dos seis atletas nacionais que foram em busca das medalhas, cinco acabaram ficando pelo caminho nas disputas.

A brasileira Natasha Ferreira, da categoria até 48 kg, esteve muito perto de subir ao pódio. Ela venceu a americana Maria Celia Laborde, mas caiu nas quartas de final para a tricampeã mundial Natsumi Tsunoda, do Japão.

A brasileira entrou na briga pela medalha de bronze e teve pela frente a judoca da Mongolia, Narantsegtseg Ganbaatar. Natasha adotou uma postura mais defensiva e conseguiu neutralizar a rival no início do combate.

Na sequência, porém, ela sofreu duas projeções que garantiram dois waza-ari para a atleta da Mongólia, que ficou com a medalha de bronze. Natasha terminou em quinto lugar e obteve o seu melhor resultado neste ano.

De acordo com a Confederação Brasileira de Judô, o Grand Slam de Antalya, na Turquia, é a última competição antes da primeira etapa da convocação olímpica. O Brasil enviou 19 representantes para a competição, que distribuirá 1000 pontos no ranking olímpico classificatório para Paris-2024.