FUTEBOL

Robinho deixa isolamento e passa a dividir cela com outro preso

Preso por estupro coletivo, ex-jogador terá mudança de rotina a partir desta segunda-feira (1º)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 1 de abril de 2024 às 15:05

Robinho em audiência de custódia na sede da Justiça Federal de Santos
Robinho em audiência de custódia na sede da Justiça Federal de Santos Crédito: Jornal Nacional/Reprodução

Chegou ao fim o período de isolamento de Robinho na Penitenciária Dr. José Augusto Salgado, na cidade de Tremembé, no interior paulista. Preso há 12 dias, o ex-jogador passou a conviver em uma cela comum, com a presença de outro detento, na unidade conhecida como o ‘presídio dos famosos’.

Desde que chegou à Penitenciária, na madrugada do dia 22 de março, o ex-atleta estava isolado dos outros detentos. Ele foi colocado sozinho em uma cela de 2m x 4m, com capacidade para duas pessoas, para adaptação e realização de avaliações necessárias pela equipe da penitenciária.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SAP) de São Paulo, esse período de isolamento acabou no domingo (31). Com isso, Robinho foi encaminhado para uma cela de convívio comum. A partir de agora, ele também terá contato com outros presos em situações como banho de sol, oficinas e atividades de reintegração e até prática de futebol.

Além disso, o ex-jogador pode passar a receber visitas da família, o que não era possível durante o período de isolamento. Isso ocorre aos fins de semana. Podem ser recebidos dois visitantes por dia de visita, além de crianças menores de 12 anos que sejam filhos ou netos do preso.

Robinho foi condenado em todas as instâncias na Itália por estupro coletivo de uma jovem albanesa, em uma boate de Milão, em 2013. Como o Brasil não extradita cidadãos natos para cumprimento de pena no exterior, a Justiça do país europeu solicitou que a pena fosse transferida. 

No último dia 20, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por nove votos a favor contra quatro contra, pela transferência. O ex-jogador foi preso pela Polícia Federal por volta das 19h do dia 21 de março, , no prédio em que morava no bairro Aparecida, em Santos, no litoral de São Paulo. O pedido de prisão foi expedido pela Justiça Federal de Santos, após os documentos da sentença serem homologados.