FUTEBOL

Scarpa, Neymar, Dudu: veja jogadores que sofreram golpes financeiros

Atacante do Palmeiras denunciou desfalque de R$ 18 milhões nas suas contas

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 2 de fevereiro de 2024 às 16:39

Dudu Palmeiras
Dudu, atacante do Palmeiras, acusa o ex-assessor de roubar R$ 18 milhões das suas contas Crédito: Acervo pessoal

Dudu, do Palmeiras, foi vítima de um golpe e teve prejuízo de R$ 18 milhões. Ele acusa funcionários de um banco, de um cartório em São Paulo e do ex-assessor e padrinho de seu casamento, Thiago Soubhia Donda, pelo envolvimento na fraude. Dudu não foi o primeiro jogador a sofrer golpes milionários. Relembre outros atletas que também passaram por situações semelhantes.

GUSTAVO SCARPA E MAYKE

A dupla também foi vítima quando estava no Palmeiras. Scarpa, hoje no Atlético-MG, e Mayke, ainda no clube paulista, acusam o ex-companheiro Willian Bigode, hoje no Santos, de ter os envolvido num suposto golpe financeiro. Os dois atletas alegam terem sofrido prejuízo de R$ 10 milhões, no total, ao investirem em criptomoedas por sugestão de Bigode. O processo movido pela dupla aponta que partiu de Willian Bigode e de sua sócia Camila Moreira de Biasi a sugestão de investimentos na XLand, que ofereceria uma rentabilidade de 2% a 5% sobre o valor investido, valor irreal para a realidade do mercado.

NEYMAR

Ainda quando estava no Paris Saint-Germain, Neymar foi vítima de um roubo de cerca de R$ 200 mil. Uma das contas bancárias do atleta foi invadida. O prejuízo foi ressarcido, mas pode ser considerado "pequeno", já que, na época, o salário mensal do jogador era US$ 4,5 milhões (cerca de R$ 24 milhões).

LUIS FABIANO

O ex-atacante do São Paulo até prefere ajudar na briga, mas o golpe foi duro. Isso porque ele e outras celebridades foram vítimas de um esquema de pirâmide financeira em 2023. Uma empresa oferecia um investimento falso com compra e revenda de automóveis seminovos e posterior revenda a lojistas. Era prometida rentabilidade de 4% a 8%.

CRISTIANO RONALDO

O astro português perdeu R$ 1,1 milhão em um golpe que aconteceu ainda durante a primeira passagem pelo Manchester United. Uma agente de viagens enganou Cristiano Ronaldo por três anos e teve acesso a seus cartões de crédito. O prejuízo aconteceu entre 2007 e 2010. A mulher era encarregada de cuidar dos itinerários de jogadores de futebol e suas famílias e realmente gastou o dinheiro com passagens aéreas, mas não para o CR7.