INEDITISMO

Baiana é primeira trabalhadora doméstica do país a receber título de doutora honoris causa

Título foi concedido pela UFBA nesta sexta (24)

  • E
  • Emilly Oliveira

Publicado em 24 de novembro de 2023 às 21:56

Creuza Maria Oliveira, 65 anos, recebeu o título da faculdade da Universidade Federal da Bahia
Creuza Maria Oliveira, 65 anos, recebeu o título da faculdade da Universidade Federal da Bahia Crédito: Ana Lucia Albuquerque/ CORREIO

A Bahia agora é berço da primeira trabalhadora doméstica doutora honoris causa do país. Nesta sexta-feira (24), Creuza Maria Oliveira, 65 anos, recebeu o título da faculdade da Universidade Federal da Bahia (UFBA) durante uma cerimônia realizada no Salão Nobre da Reitoria da UFBA.

Creuza caminhou até o palco do Salão Nobre sob fortes aplausos das trabalhadoras domésticas, amigos e admiradores que se reuniram para prestigiá-la. O ato da academia é em reconhecimento às contribuições da sindicalista na garantia dos direitos das trabalhadoras domésticas.

O título foi outorgado por volta das 19h30, pelo reitor da UFBA, Paulo Miguez. Novamente, os aplausos tomaram conta do ambiente, somado a cânticos e suspiros de admiração. Nessa hora, o Salão Nobre já estava lotado e Creuza não conseguiu conter a emoção.

Ao descrever a sensação pelo reconhecimento, destaca a parceria das trabalhadoras domésticas sindicalizadas que atuaram com ela. "Estou aqui com companheiras de longas datas que fazem parte da minha história pessoal e da luta, então, isso para mim é muito importante. Não é Creuza que ganha, somos nós, são todas elas", afirma a doutora honoris causa.

Além de presidenta de honra da Fenatrad, Creuza é secretária de Formação Sindical e de Estudos do Sindicato dos Trabalhadores Domésticos da Bahia (SINDOMÉSTICO/BA) e coordenadora-geral do Instituto 27 de Abril (IEC).

A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial de Salvador (Sepromi), ngela Guimarães marcou presença na titulação e destacou a admiração que nutre pela história de Creuza.

"É um dia histórico que essa casa se abre para reconhecer uma trajetória incrível, de superação, enorme referência para todas nós, mulheres negras e a sociedade como um todo [...] é um momento de grande importância porque concede a mais nobre honraria dessa casa a uma mulher de trajetória ilibada", destaca ngela.

O grupo que preparou o memorial sobre Creuza para a análise da concessão do Título foi coordenado pela professora Elisabete Pinto, do Instituto de Psicologia (IPS) da UFBA.

Trajetória

Uma das mais importantes líderes na luta pelos direitos das trabalhadoras domésticas, Creuza nasceu em Salvador, mas foi registrada em Santo Amaro. Durante os anos de sindicalismo, tornou-se uma das fundadoras da Associação das Empregadas Domésticas da Bahia. Atualmente está aposentada e não tem filhos.

A atuação de Creuza e de outras pioneiras na luta pela valorização do trabalho doméstico foi essencial para a construção da PEC das Domésticas, que regulamentou o direito dessas trabalhadoras. Este ano, a Emenda Constitucional completou dez anos.

A sindicalista também foi uma das idealizadoras do Conjunto Habitacional 27 de abril, nome alusivo ao Dia Nacional das Domésticas. A moradia fica no bairro do Doron, em Salvador, com apartamentos exclusivos para mulheres e trabalhadoras domésticas.

Creuza recebeu, recentemente, o título de comendadora da Ordem Dois de Julho – Libertadores da Bahia. Além disso, a sindicalista recebeu o Prêmio Revista Cláudia, "Mulheres que fazem a diferença”, em 2003; o Prêmio Direitos Humanos, da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal, em 2003 e em 2011, pela luta contra o trabalho infantil e por igualdade racial; e em 2005 recebeu a Ordem do Mérito do Trabalho no Grau de Cavaleira, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Foi indicada para o Prêmio 1.000 Mulheres para o Nobel da Paz em 2005; recebeu ainda o Troféu Raça Negra da Faculdade Zumbi dos Palmares, em São Paulo, no ano de 2013; e a homenagem "Mulheres Guerreiras", da Previdência Social. No Senado Federal, recebeu o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz, em 2015, dentre outras diversas honrarias.