EDUCAÇÃO

Complexo de escolas oferece 690 vagas em tempo integral em Luiz Anselmo

Unidades têm salas climatizadas, elevador, quadra coberta e foi entregue nesta terça (20)

  • Foto do(a) author(a) Gil Santos
  • Gil Santos

Publicado em 20 de fevereiro de 2024 às 14:32

Prefeito e estudantes da rede municipal de Luiz Anselmo Crédito: Betto Jr./ Secom PMS

O novo complexo escolar do bairro de Luiz Anselmo, em Salvador, oferece 690 vagas em tempo integral para os estudantes da rede municipal. A estrutura, entregue nesta terça-feira (20), tem um Centro Municipal de Educação (CMei) e uma escola para estudantes do Fundamental I. As duas unidades são vizinhas e integradas, e têm salas climatizadas, quadra esportiva, elevador, brinquedoteca, parquinho e sala de leitura, além de outros equipamentos.

A Rua Luiz Anselmo ficou mais movimentada que o normal, na manhã desta terça-feira. O motivo foram pais e estudantes curiosos para conhecer as instalações das novas unidades e para acompanhar a visita do prefeito Bruno Reis (União Brasil), que chegou ao local por volta das 9h30. O gestor lembrou que as crianças terão direito a cinco refeições diárias, além de receber o material pedagógico, farda, mochila e tênis.

“Nunca, em nenhum outro momento, se investiu tanto em infraestrutura escolar como nós estamos fazendo. Estamos fazendo isso porque queremos que as nossas crianças se sintam melhor nas nossas unidades do que na sua própria casa. É isso que fez que a gente já tenha reformado mais de 130 escolas, estamos climatizando todas as salas de aula e cobrindo todas as quadras poliesportivas", afirmou o prefeito.

O investimento nas duas unidades foi de R$16,5 milhões. Bruno Reis também comentou sobre o déficit educacional provocado pela pandemia de covid-19. "Fizemos um esforço grande para recompor o aprendizado e para permitir o avanço. Estamos trabalhando para vencer uma das piores consequências da pandemia. Ela deixou diversas sequelas na áreas social e financeira das famílias e nas gestões públicas, mas a pior sequela foi na educação", disse

A Escola Municipal Luiz Anselmo tem capacidade para 390 estudantes em tempo integral, tem 13 salas de aula, todas climatizadas, e mais de 2 mil m² de área construída. A diretora da unidade, Cris Souza, está há 18 anos na unidade, dez deles como diretora, e contou que antes de receber o prédio novo a escola passou por uma associação de moradores e funcionou em uma casa adaptada. Ela também apontou o déficit educacional como um desafio.

"A pandemia foi um desafio para todos os setores, não apenas para a educação. Os alunos ficaram sem a alfabetização efetiva, na escola, com os professores. Fizemos o possível de forma on-line, mas, hoje, começamos a resgatar esse processo", disse, agradecendo pela infraestrutura da nova escola.

A dona de casa Daniela Santos, 30 anos, tem três filhos matriculados nas duas unidades e levou as crianças para conhecer o espaço. Eles correram e percorreram cada canto. "As antigas escolas eram menores, não tinham elevador, não eram climatizadas e tinham pouco espaço para as crianças. Essa ficou muito melhor. Com fé em Deus, eles vão continuar e concluir os estudos aqui", disse Daniela.

Infraestrutura

Segundo a Prefeitura, o investimento em infraestrutura da rede municipal é de R$ 600 milhões. A diretora do CMEI Luiz Anselmo há cerca de dez anos, Amélia Maria Dória Almeida, contou que a unidade conta com 11 turmas e destacou a importância da infraestrutura adequada no processo de educação infantil.

“A estrutura adequada propicia uma condição melhor na execução do planejamento, das atividades para o ganho das habilidades necessárias para as crianças. Facilita muito o trabalho do profissional, do professor em sala de aula. E foi um ganho imenso, uma ampliação de vagas, agora com o turno integral, para acolher nossas crianças. A comunidade está muito feliz”, disse.

Já o secretário municipal de Educação, Thiago Dantas, destacou a importância do ensino integral. Segundo ele, este ano serão 4 mil vagas a mais dessa modalidade, totalizando cerca de 17 mil vagas em toda a rede.

“A educação em tempo integral é uma tendência. Nos países desenvolvidos, quando se pensa em educação, já se pensa em educação em tempo integral. É comprovado que isso tem efeito direto nos indicadores de frequência, de aprendizagem, violência do entorno da comunidade, no sentido de melhorar esses indicadores. Então, a Prefeitura tem feito um investimento muito forte em ampliar as vagas em tempo integral”, disse.

Ele destacou outros investimentos na educação, como a entrega do Centro de Formação de Professores Emília Ferreiro. Além disso, ele lembrou que a meta do Munícipio é entregar mais 29 escolas com essa infraestrutura até o final do ano.

Confira o que mudou:

Escola Municipal Luiz Anselmo - São 2.138,02 metros quadrados de área construída e com capacidade para até 390 alunos em tempo integral. O novo prédio tem 13 salas de aula climatizadas, sala multiuso/auditório, quadra poliesportiva coberta, sala de Leitura, sala para Atendimento Educacional Especializado (AEE), parque Infantil, recreio descoberto e coberto, acessibilidade total, geração e utilização de energia solar e reutilização de água pluvial.

Centro Municipal de Educação Infantil Luiz Anselmo - São 2.095,46 metros quadrados de área construída, e vai absorver as unidades CMEI Dr. Eliezer Audíface e CMEI CSU Major Cosme De Farias, com capacidade para 300 alunos em tempo integral. A nova unidade tem 12 salas de aula climatizadas, parque infantil, acessibilidade total, auditório, geração e utilização de energia solar e utilização de água pluvial.