Linha B4 do BRT já atende estações do Itaigara e Parque da Cidade

Funcionamento começa a partir desta quarta (12)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 12 de junho de 2024 às 12:10

BRT
BRT Crédito: Jefferson Peixoto/Secom PMS

Os passageiros que utilizam a linha B4 - Lapa x Pituba contarão com paradas em mais dois terminais do sistema BRT Salvador. As estações Parque da Cidade e Itaigara, que fazem parte do trecho 1, passaram a receber, a partir desta quarta-feira (12), os coletivos da B4. A medida visa atender os usuários da linha que precisam chegar nestes destinos. A linha B4 segue no modelo de operação assistida, circulando todos os dias, das 9h às 15h.

"Essa ampliação no atendimento da linha B4 faz parte da operação assistida que visa justamente aperfeiçoar o serviço e garantir que usuários tenham ainda mais qualidade no atendimento", afirmou o secretário da Semob, Fabrizzio Muller.

Embarque

As Estações Parque da Cidade e Itaigara contam com duas áreas de embarque, identificadas pelas letras "A" e "B". Na plataforma A, os usuários embarcam na linha B4 exclusivamente com destino a Pituba.

Já na plataforma B, é possível realizar o embarque no sentido Lapa. Os terminais continuam atendendo as demais linhas que já estão em operação: B1 - Estação BRT Rodoviária x Estação BRT Pituba, B2 - Estação BRT Rodoviária x Praça Nossa Senhora da Luz e a B3 - Estação BRT Rodoviária x Pituba (via Paulo VI).

Passageiros

O BRT Salvador transporta atualmente mais de 1,3 milhão de passageiros por mês. Até o final deste ano, serão incorporados mais 51 ônibus à frota, totalizando 102, entre eles veículos elétricos. Com isso, será possível criar mais duas linhas para o modal: a B5, que vai ligar a rodoviária à Lapa, e a B6, que vai fazer o trajeto entre a Lapa e o aeroporto pela orla, por meio do BRS.

Com a implementação, o trajeto entre a rodoviária e a Lapa será feito em cerca de 16 minutos. A Estação BRT Vasco da Gama entrará em operação ainda neste mês, e o horário de funcionamento do trecho 2 será ampliado com o avanço desta fase piloto, que é avaliada a cada 15 dias.