IMÓVEIS MILIONÁRIOS

Luxo e conforto: conheça algumas das coberturas mais caras à venda em Salvador

Valores chegam quase a R$ 5 milhões

  • Foto do(a) author(a) Alô Alô Bahia
  • Alô Alô Bahia

Publicado em 12 de abril de 2024 às 14:49

Cobertura de luxo Crédito: Divulgação

Em atuação há 22 anos, a corretora de imóveis especializada em projetos de alto padrão, Manuella Nabuco, percebeu um aumento na busca por coberturas entre seus clientes. “São pessoas de perfis diferentes, mas que em comum buscam por espaços mais amplos, com áreas de lazer dentro dessas estruturas, mesmo que o empreendimento ofereça estes espaços. O diferencial de uma cobertura é ter uma cara de casa mas com a exclusividade e segurança de um condomínio”, explica em entrevista ao Alô Alô Bahia.

Um exemplo é a cobertura no edf. Enseada das Pedras, na Rua Morro do Escravo Miguel, em Ondina, um duplex à venda por R$ 2,4 milhões, com 4 suítes, varanda, piscina, vista para o mar privilegiada, cinco vagas de garagem e toda a comodidade que seus 600 m² oferecem. O prédio tem apenas duas unidades em cada um dos seus 8 andares (o condomínio sai por R$ 4.500 mensais).

À frente da Exclusive Realty, imobiliária boutique atendimento personalizado, Manuela vende imóveis não só na Bahia, como também em São Paulo, Portugal, Estados Unidos e Dubai. Segundo ela, em Salvador, os bairros da Vitória, Graça, Horto, Caminho das Árvores e Barra-Ondina têm os metros-quadrados mais caros da cidade, o que também impacta no valor dos apartamentos.

Para se ter uma ideia, uma cobertura duplex de 142 m² no Condomínio Costa España, entre a Barra e Ondina, com 2 quartos, 3 banheiros, 3 vagas de garagem custa R$ 1,8 milhão. O imóvel tem piscina privativa, além de uma grande estrutura de lazer, localização estratégica e acesso direto à praia.

Já na Graça é possível adquirir uma cobertura, também duplex, no tradicional edifício Juvenal Pinheiro de Andrade por R$ 1,6 milhão com 533 m², vista para o mar, 4 dormitórios (1 suíte), 6 banheiros e 2 vagas de garagem. A metragem generosa está dividida em living, varanda com cortina de vidro, salas, cozinha, despensa, área de serviço, dependência completa e os quartos. Nas áreas comuns, o futuro morador vai dispor de quadra esportiva, parque infantil e salão de festas.

Por um milhão a mais, quem está em busca de uma cobertura para chamar de sua poderá adquirir a que está disponível no Mansão Jardim Alto do Itaigara. Também duplex, tem de 323 m², 4 suítes – sendo a master com varanda, closet e hidromassagem, 6 banheiros, 5 vagas de garagem, varanda gourmet com churrasqueira e piscina. “Este prédio tem 15 anos e é bem conservado, localizado em uma tranquila rua sem saída, já o Costa España tem acesso à praia. Veja que todos trazem alguma característica relacionada a um estilo de vida mais exclusivo e confortável”, destaca a corretora.

Quase uma casa

Sócio da Borges Realty Imobiliária, ao lado de Victor Borges e Fábio Meireles, Rodrigo Prado é especializado no mercado de imobiliário de alto padrão em Salvador, especificamente no Horto Florestal. O profissional também percebeu um aumento na demanda por coberturas no período pós-pandemia, “devido à busca por ambientes maiores e exclusivos para convívio em família”. De acordo com ele, o valor do metro quadrado das coberturas em relação aos apartamentos padrão geralmente é mais atrativo, “somado à exclusividade de não ter um vizinho no andar de cima, proporcionando mais privacidade”, acredita.

. Crédito: Divulgação

No portfólio de sua corretora existe até uma cobertura com 1mil m², no edifício Pedro Calmon, um clássico na região do Jardim Apipema. “São dois pavimentos, 6 quartos, sendo 4 suítes, 8 vagas da garagem, vista mar 360 graus, com o metro quadrado custando R$ 7 mil, abaixo do valor praticado pelos imóveis novos”, afirma.

Rodrigo faz parte da terceira geração de uma família de corretores de imóveis e atua há mais de 10 anos no Horto. Nesses anos trabalhando na área percebeu que o perfil mais comum de cliente que busca coberturas em Salvador é de famílias maiores que procuram mais metragens e já residem no bairro. “Também há pessoas que optam por coberturas por motivos de segurança ou pela baixa oferta de casas em Salvador. Além disso, há muitos casos de coberturas compactas com vista para o mar que atraem o público solteiro, proporcionando um ambiente melhor para receber amigos”, revela.

É o caso da cobertura do Villaggio Panamby, no Horto Florestal, com 375 m², 4 suítes, espaço gourmet integrado a área da piscina, que tem “tipologia top HOUSE, com quartos no pavimento superior e área social no primeiro, simulando uma casa”, à venda por quase R$ 5 milhões.

Perguntado se há uma região de Salvador mais visada por esse perfil de clientes, o corretor afirma que não existe um protagonismo. “Não acredito que haja um bairro mais buscado especificamente para coberturas, mas sim um contexto que proporciona mais liquidez e procura para o imóvel. Geralmente são aquelas com vista livre e, de preferência, para o mar”, lista. Um exemplo é o imóvel no loteamento Aquarius, na Pituba, que tem vista para o mar. Diferentemente dos anteriores, que são duplex, este é linear, com área privativa de 328 m², 3 suítes e espaço gourmet. “Uma opção para quem busca uma cobertura em um único pavimento”. Está à venda por R$ 4,6 milhões.