ESTADO DE GREVE

Mais uma reunião entre rodoviários e sindicato patronal termina sem acordo

Uma nova rodada de negociação acontece nesta sexta-feira (24)

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 23 de maio de 2024 às 20:19

Ponto de ônibus em Salvador
Ponto de ônibus em Salvador Crédito: Arisson Marinho / CORREIO

A reunião entre o Sindicato dos Rodoviários e o sindicato das empresas de transporte público de Salvador terminou nesta quinta-feira (23) novamente sem um acordo. Uma nova negociação mediada pela Superintendência Regional do Trabalho, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) na Bahia, acontece às 16h desta sexta-feira (24).

Os trabalhadores reduziram pela metade as reivindicações, como sugerido pela mesa mediadora, mas criticou a contraproposta dos empresários. O Sindicato afirma que durante a reunião desta quinta-feira a proposta de reajuste salarial, que até então era oferecido 1,24% de aumento, não foi apresentada. Foi discutida ainda a possibilidade de retirada de direitos como o plano de saúde dos trabalhadores.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, das 50 demandas que os trabalhadores levaram inicialmente para a mesa de negociações, apenas sete pontos foram contemplados na nova reunião, deixando de fora as principais solicitações da categoria: vale transporte com integração ao metrô, compensação das horas extras e reajuste salarial de 4%.

Na última quarta-feira (22), o Sindicato de Rodoviários de Salvador aprovou, em uma primeira assembleia, o decreto de estado de greve. A reunião começou às 9h e a maioria votou pela paralisação das atividades. O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo, informou que a data de início da greve já foi escolhida, no entanto, a informação só será divulgada 72h antes da greve oficial.

O estado de greve é um alerta de que uma greve pode ser deflagrada e precisa ser anunciada antecipadamente à paralisação. A categoria mantém as atividades durante o estado.