Prefeito Bruno Reis anuncia que reforma no Elevador Lacerda começa na próxima semana

Equipamento ganhará sistema de climatização

Publicado em 8 de dezembro de 2023 às 20:46

Elevador Lacerda completa 150 anos nesta sexta (08)
Elevador Lacerda completa 150 anos nesta sexta (08) Crédito: Paula Fróes/ CORREIO

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou que as obras de requalificação do Elevador Lacerda começarão na próxima semana. O anúncio foi feito por meio das redes sociais do gestor, nesta sexta-feira (08), mesmo dia em que o transporte público, que se consolidou como ponto turístico, completa 150 anos de fundação.

O dia exato do início das obras ainda não foi informado, Bruno Reis escreveu apenas: “Alerta Spoiler. Vamos iniciar a reforma completa na próxima semana, incluindo climatização”. A empresa Otis Brasil, com sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo, também aproveitou o dia do aniversário do Elevador Lacerda para anunciar que será a responsável pela execução das obras da parte mecânica do equipamento.

Segundo a empresa, o equipamento terá seus quatro elevadores modernizados tecnológica e esteticamente, incluindo portas automáticas, nova iluminação em LED e climatização. A modernização ainda inclui a instalação de piso de granito nas cabines, subteto em aço inox escovado, sistema de viva-voz para comunicação com os passageiros, e novos revestimentos para os painéis laterais e de fundo.

“A história da Otis com o Elevador Lacerda começou em 1930, quando instalamos os elevadores da segunda torre. Desde aquela época, as equipes da Otis também fizeram a manutenção dos equipamentos e mantiveram os passageiros se movimentando com segurança pelo local", conta Álvaro Netto, Diretor Geral da Otis no Brasil.

A prefeitura havia anunciado em outubro deste ano, que o Elevador Lacerda passaria por obras de requalificação. Na ocasião havia sido informado que as obras durariam cinco meses e que seriam investidos R$ 7,8 milhões, com início previsto para janeiro.

Segundo informações da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) e da assessoria do prefeito Bruno Reis, os valores e tempo de obra atualizados ainda não foram divulgados. Ainda segundo a Seinfra, a parte da restauração física do equipamento ainda está em fase de licitação.

A reportagem também procurou a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) em busca de um posicionamento da pasta, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Pioneirismo

Um dos cartões postais mais famosos de Salvador, o Elevador Lacerda é o primeiro elevador urbano do mundo e foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2006.

Nomeado em homenagem ao engenheiro baiano Antônio de Lacerda - idealizador e construtor do monumento -, o elevador foi inaugurado em 8 de dezembro de 1873. A estrutura, com suas duas torres gêmeas e quatro elevadores, conecta a Cidade Alta à Cidade Baixa, atravessando a Baía de Todos os Santos.

O equipamento era o mais alto de todos quando começou a funcionar, com 63 metros de altura. Atualmente a estrutura do Elevador Lacerda tem 72 metros de altura, duas torres e já chegou a transportar 33.850 pessoas num único dia, recorde atingido em 16 de janeiro de 2019.

Início

A construção durou quatro anos e foi inaugurada no dia 8 de dezembro de 1873, quando também se celebra o Dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Inicialmente, o monumento foi batizado de Elevador Hidráulico da Conceição, mas em 1894 foi rebatizado para o nome conhecido até hoje.

O equipamento foi criado para solucionar um problema existente de desnível na cidade. No início do século XVII, o uso de guindastes era a única solução para o transporte de cargas em Salvador. As pessoas precisavam se locomover usando longas escadarias e ladeiras íngremes, o que dificultava muito o dia a dia da população. Desde então, além de ajudar os moradores, ele tornou-se um cartão postal e uma atração turística.

Foi nesse contexto que a visão do engenheiro Antônio de Lacerda surgiu. O Elevador Lacerda, cuja construção começou em 1869 e foi concluída em 1873, foi uma realização notável de engenharia. Era uma máquina movida a vapor, que inicialmente utilizava cabos de aço e contrapesos para elevar as gôndolas, proporcionando uma maneira rápida e eficiente de superar as diferenças de nível entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa.

Estrutura

O Elevador Lacerda tem 191 pés de altura (72 metros) e duas torres: uma que sai da rocha e perfura a Ladeira da Montanha, equilibrando as cabines, e outra, mais visível, que se articula à primeira torre, descendo até ao nível da Cidade Baixa. O elevador mais famoso da Bahia chega a transportar 900 mil passageiros por mês ou, em média, 28 mil pessoas por dia, num percurso de trinta segundos de duração.

Ao longo das décadas, o Elevador Lacerda passou por algumas mudanças. Em 1930, foi eletrificado, substituindo o antigo sistema a vapor. Posteriormente, em 1960, o elevador passou por uma modernização significativa, com a construção de novos elevadores, mas preservando sua estrutura original. Essas mudanças não apenas tornaram o elevador mais eficiente, mas também garantiram sua continuidade como um monumento histórico.