Capixaba

  • Item 1
  • Item 2
  • Item 3
  • Item 4
Capixaba
Polícia

Prefeitura e Ufba firmam parceria para implantar centro de pesquisa e museu da Baía de Todos-os-Santos

Parceria para o projeto Archemar-Salvador foi assinado nessa terça-feira (14)

Salvador
Publicado em 15/11/2023 às 10:59:03
Prefeito Bruno Reis e reitor da Ufba, Paulo Miguez
Prefeito Bruno Reis e reitor da Ufba, Paulo Miguez. Crédito: Lucas Moura/ Secom

A prefeitura de Salvador e a Universidade Federal da Bahia (Ufba) firmaram uma parceria para potencializar a arqueologia marítima e subaquática da Baía de Todos-os-Santos. O projeto, batizado de Archemar-Salvador, prevê a criação de um Centro de Pesquisa e Referência em Arqueologia e Etnografia do Mar (CRMar) e do Museu Aberto da Baía-de-Todos os Santos (MABaía) na cidade.

O local que abrigará as estruturas ainda está em fase de definição. A parceria foi firmada durante a abertura do Salão Náutico Salvador com Grand Pavois nessa terça-feira (14), na Bahia Marina, no Comércio.

O reitor da Ufba, Paulo Miguez, falou sobre a parceria: “Assinamos um protocolo de intenções com um conjunto de estudos, e é uma alegria grande porque, para todo morador da cidade, e para a universidade também, há uma paixão pela Baía de Todos-os-Santos. É uma oportunidade da gente se manifestar em defesa deste que é um patrimônio histórico, cultural e natural de Salvador", contou.

O centro de pesquisa será um espaço que produzirá conhecimento para promoção e divulgação, referência e visitação educativa monitorada. O museu, por sua vez, contará com exposições de objetos físicos e exposições virtuais por meio de equipamentos de realidade virtual e aumentada, promovendo aprendizado sobre sítios arqueológicos, patrimônio etnográfico e histórico-cultural da baía que margeia a capital e mais 13 municípios.

Durante o evento, o prefeito Bruno Reis falou sobre o potencial de Salvador neste setor. “A economia do mar responde por 20% do PIB nacional e por 95% do comércio exterior. Nosso município tem 693 km², dos quais 350 km² estão na Baía de Todos-os-Santos. Sabemos da capacidade que esse setor tem de gerar empregos, pois em cada barco acima de 25 pés são pelo menos três pessoas. Os tributos gerados são cinco vezes maiores do que os demais, e os turistas que chegam embarcados passam mais tempo e consomem até cinco vezes mais”, disse.

“Portanto, vejam vocês o potencial desse setor aqui, na Baía de Todos-os-Santos, que é a segunda maior do mundo. Essa é uma visão estratégica da nossa gestão: a gente precisa identificar novos vetores de crescimento econômico, e estamos apostando na economia do mar. Estamos qualificando mão de obra para essa área, são 420 pessoas para atuarem nesse mercado. Temos projetos para a implantação de outras marinas em nossa cidade, para a construção de outros píeres, para fazer a via náutica. Não há limitação de recursos: os que forem necessários serem investidos nós vamos fazer, porque essa é uma questão estratégica”, completou Bruno Reis.

A programação do Salão Náutico segue até o domingo (19), trazendo diversas atividades voltadas para a economia do mar, entre fóruns, mesas e exposições reunindo pesquisadores, velejadores e empresários do setor.

30°C
Salvador, BA - Brasil