SAÚDE PÚBLICA

Salvador amplia cobertura de vacinas infantis

A cobertura das vacinas de Tríplice Viral (1ª dose) saiu de 57,7% para 78,49%

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 27 de maio de 2024 às 11:02

Salvador apresenta aumento na cobertura de vacinas infantis
Salvador apresenta aumento na cobertura de vacinas infantis Crédito: Bruno Concha/ Secom

Vacinação nas escolas, presença do Zé Gotinha em ações de imunização e pontos de vacina em locais de grande circulação, como shoppings, foram algumas das estratégias para ampliar a cobertura vacinal em Salvador, no último ano. O empenho da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) garantiu o avanço na cobertura das principais vacinas do calendário infantil obrigatório do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os principais avanços da capital baiana na comparação com 2022 e 2023 foram com as vacinas de Tríplice Viral (1ª dose), que saiu de 57,7% para 78,49%; seguido de dTpa de 41,8% para 67,8%; Pneumo 10V de 47,4% para 72,6%; Meningite C de 49,3% para 70,1%. No ranking de elevação na cobertura entram ainda Polio – VOP, DPT, Febre Amarela, Hepatite A, Meningócica C, Pólio Inativa, Pneumococica, VORH e Pentavalente.

A vice-prefeita e titular da SMS, Ana Paula Matos, destaca a parceria com os pais e responsáveis das crianças, que, junto aos profissionais de saúde, garantiram mais vida e proteção aos pequenos soteropolitanos. “Estamos muito felizes em conseguir aproximar a família nos cuidados preventivos à saúde. A vacina é uma das principais formas de proteção contra doenças, especialmente na fase infantil. Portanto, é importante se mobilizar para assegurar doses de amor e proteção às nossas crianças. Nossos técnicos são altamente preparados para acolher, orientar e aplicar as vacinas que vão trazer benefícios para a vida inteira”, disse.

A coordenadora de Imunização, Doiane Lemos, ressalta o investimento da pasta em educação permanente dos profissionais que atuam na imunização, em especial aos vacinadores para favorecer o atendimento de qualidade e a vacinação segura. “Nós realizamos quatro turmas do Curso de imersão em Boas Práticas de Imunização ao longo do último ano, com a participação ativa de mais de 500 profissionais. Isso contribui de forma significativa para a operacionalização das estratégias de vacinação e para a melhoria das coberturas vacinais”, afirmou.

Para ter acesso a uma dose dos imunizantes do calendário básico infantil basta comparecer às salas de vacinas das 161 unidades de saúde de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, portando o Cartão de Vacinação e documentação oficial com foto. O atendimento acontece por ordem de chegada.