Em início de apuração, Morales se vê derrotado em referendo boliviano

Caso se confirme, esta será a primeira derrota eleitoral direta do presidente boliviano, há dez anos no poder

Publicado em 22 de fevereiro de 2016 às 16:04

- Atualizado há um ano

O presidente boliviano, Evo Morales, está sendo derrotado no referendo realizado no domingo (21) sobre a reforma constitucional que permitiria sua candidatura a outro mandato, até 2025. Com 27% das urnas apuradas, segundo o Órgão Eleitoral Plurinacional (OEP) anunciou, o 'Não' está vencendo com 63,51% dos votos, contra 36,49% do 'Sim'.

Segundo o vice-presidente Álvaro García, há expectativa de que Morales ganhe o referendo com os votos dos bolivianos que moram em outros países e residem na zona rural do país. "Acreditamos que os resultados serão favoráveis ao MAS (Movimento Ao Socialismo, o partido de Morales) porque é o partido dos pobres, dos humildes, das pessoas que moram mais afastadas e é aí onde nossa força vai se manifestar", disse.(Foto: Agência Brasil)No entanto, dois canais de TV apontam vitória do 'Não'. O ATB, que citou o instituto Ipsos, anunciou a vitória contra mais um mandato de Morales por 52,3% dos votos, a 47,2%. Enquanto a emissora Unitel (instituto Mori) informou um índice de 51% para o 'Não', contra 49% de sim.

Caso os números sejam concretizados, esta será a primeira derrota eleitoral direta do presidente boliviano, há dez anos no poder, apesar de em 2015 seu partido já tenha perdido cargos-chave nas eleições municipais. O que o obrigaria a passar a faixa presidencial no início de 2020, quando finalizar seu terceiro mandato.