ESTADOS UNIDOS

Homem obriga filho a correr em esteira ergométrica e criança morre de exaustão

A morte foi causada por "ferimentos contundentes com contusões cardíacas e hepáticas com inflamação aguda e sepse"

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 3 de maio de 2024 às 11:16

Corey T. Micciolo, de seis anos
Corey T. Micciolo, de seis anos Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Um homem foi acusado de matar o próprio filho de seis anos em Barnegat, Nova Jersey, nos Estados Unidos. Christopher Gregor, 31 anos, obrigou Corey T. Micciolo a correr em uma esteira ergométrica até a exaustão. O caso ocorreu em abril de 2021, mas ganhou repercussão nesta semana, após a acusação do pai pelo homicídio do filho.

Imagens mostram Christopher forçando o filho a correr no aparelho mesmo após o menino sofrer repetidas quedas. Segundo o jornal New York Post, o pai chega a morder a cabeça da criança e dizer que ela estava "gorda demais".

Após ser submetido a esses abusos, a criança acordou com dificuldade de articular palavras, andar, falta de ar, enjoos e tontura. Ele foi levado para o hospital e teve uma convulsão enquanto era examinado. A morte de Corey foi causada por "ferimentos contundentes com contusões cardíacas e hepáticas com inflamação aguda e sepse", segundo o NY Post.

Um patologista forense também encontrou lesões por impacto contundente no peito e abdômen da criança, com laceração no coração, contusão pulmonar esquerda e laceração e contusão no fígado.

Christopher Gregor foi preso em 2022 por colocar o filho em perigo. Uma revisão do caso por um perito do Ministério Público do Condado de Ocean mostrou que as circunstâncias sustentavam uma acusação formal de homicídio. Ele segue na prisão de Ocean City, sem direito a pagamento de fiança.