Israel informou que 130 combatentes do Hamas foram mortos em Gaza

Em 11 dias de ataques, 555 pessoas morreram e 2.700 ficaram feridas

Publicado em 6 de janeiro de 2009 às 12:53

- Atualizado há 9 meses

O Exército de Israel informou nesta terça-feira (6) que matou 130 combatentes do Hamas desde o início da ofensiva terrestre na Faixa de Gaza, na noite de sábado (3). Em 11 dias de ataques de Israel, morreram pelo menos 555 pessoas e 2.700 ficaram feridas na Faixa de Gaza.

Bombardeio de Israel sobre a Faixa de Gaza no perímetro urbano(Foto: Patrick Baz / AFP)

Do lado israelense, morreram 5 soldados e 4 pessoas atingidas por foguetes em cidades israelenses. Entidades relatam que a situação humanitária no local é precária, com hospitais lotados e falta de comida e suprimentos, além da morte de diversos civis que têm deixado a Cruz Vermelha preocupada com a situação.

Milhares de civis e crianças morrem depois de 11 dias de ataques em Gaza(Foto: Mahmud Hams / AFP)

Em um bombardeio contra duas escolas administradas pelas Nações Unidas na cidade de Gaza e no sul da Faixa de Gaza, morreram cinco palestinos. Outras três pessoas morreram em um ataque aéreo israelense na cidade de Gaza contra a escola Asma, no campo de refugiados de Chati, administrada pela UNRWA, a agência da ONU para os refugiados palestinos, afirmou o porta-voz da mesma, Adnan Abu Hasna. Ela disse ainda que 450 pessoas estavam refugiadas na escola para escapara dos bombardeios em outros bairros da cidade.Na segunda-feira (5), três soldados israelenses morreram no norte da Faixa de Gaza, por conta do episódio do 'fogo amigo', quando um tanque israelense disparou por engano contra a posiçãoN dos militares após atacar um edíficio ocupado pelos soldados.

(Com informações do G1)